Topo

Vingadores


O Capitão América quase falou demais em evento de "Vingadores: Ultimato"

Chris Evans em evento realizado em Los Angeles - Alberto E. Rodriguez/Getty Images for Disney
Chris Evans em evento realizado em Los Angeles Imagem: Alberto E. Rodriguez/Getty Images for Disney

Beatriz Amendola

Do UOL, em Los Angeles*

07/04/2019 19h45

Nunca houve um filme cercado por tantos segredos como "Vingadores: Ultimato". No quesito, o longa, que encerrará uma saga de 22 filmes e mais de dez anos criada pela Marvel, talvez só se compare a outra estreia do mês, "Game of Thrones" - cujo final também vem sendo mantido em sigilo absoluto.

Não dar nenhum spoiler antes da estreia do filme no dia 25 de abril se tornou uma missão sagrada para o elenco do filme e os diretores Joe e Anthony Russo. Mas Chris Evans, o Capitão América, quase falou demais durante o primeiro evento do filme para a imprensa internacional, que aconteceu hoje, em Los Angeles, e foi acompanhado de perto pelo UOL.

Assista ao trailer de "Vingadores: Ultimato"

UOL Entretenimento

"Este filme dá um certo fim para muitas...", disse Evans, sendo imediatamente interrompido por Joe Russo, que fez um som de "pem" em seu microfone, provocando risos. O ator tentou continuar, em vão. "Quis dizer... há uma tapeçaria de 22 filmes...", disse, antes de brincar e fingir que ia se levantar para ir embora.

Mas Evans não parou por aí e tentou remediar, também sem muito sucesso. "Ele [o Capitão] passou por muita coisa, especialmente...", falou, sendo novamente interrompido. Desta vez, porém, por Jon Favreau, que conduzia o bate-papo. "Vamos falar de 'Scott Pilgrim'", brincou Jon, citando o filme cult que tem Evans e Brie Larson, a Capitã Marvel, em seu elenco.

Brie, aliás, admitiu que é difícil não poder falar sobre "Ultimato", o primeiro filme em que sua personagem aparece lutando lado a lado com os Vingadores. Questionada sobre como sua personagem, que já arrecadou US$ 1 bilhão com seu filme solo, irá ajudar no combate ao vilão Thanos, ela ficou sem reação. "Como vou responder isso sem estragar tudo? Parece um teste!", brincou.

Chris Evans, Joe Russo, Brie Larson e Mark Ruffalo, (atrás) Paul Rudd, Scarlett Johansson, Kevin Feige e Robert Downey Jr. - Alberto E. Rodriguez/Getty Images for Disney
Chris Evans, Joe Russo, Brie Larson e Mark Ruffalo, (atrás) Paul Rudd, Scarlett Johansson, Kevin Feige e Robert Downey Jr.
Imagem: Alberto E. Rodriguez/Getty Images for Disney

Favreau então citou as grandes expectativas em torno do papel decisivo da personagem na nova aventura - o que não deu muito certo. "É estressante, com você falando desse jeito", disse - atriz, arrancando risos. "Eu estava tranquila [com a estreia da Capitã com os Vingadores], mas agora fiquei assustada".

Karen Gillan, a Nebulosa, quase vacilou ao falar do relacionamento conturbado da personagem com impai, Thanos. "Ela quer se vingar, e eu gostaria de vê-la tentando encarar isso", afirmou, se apressando em acrescentar: "Não sei se ela vai, talvez ela não se vingue. Não estou dizendo nada, estou nervosa de entregar algo".

Paul Rudd, o Homem-Formiga, nem esperou Favreau fazer a pergunta para revelar sua ansiedade. "Tenho medo de falar qualquer coisa", disse. "Eu vi os trailers, sei que estou no filme. Como isso vai acontecer, temos que ver". Empolgado, ele definiu sua participação em "Ultimato" comparando os Vingadores aos Beatles: "É como se os Beatles te chamassem para tocar".

Homenagem aos mortos

O evento de "Vingadores: Ultimato" trouxe ainda uma espécie de "homenagem" aos personagens mortos pelo estalar de Thanos.

Quando as cortinas se abriram para revelar os atores do filme, havia varias cadeiras vazias entre eles, para lembrar os companheiros perdidos. "Claramente as coisas estão diferentes depois de 'Guerra Infinita'", brincou Jon Favreau, enquanto os atores riam.

*A jornalista viajou a convite de Disney

Mais Vingadores