Topo

Filmes e séries


Allison Mack se declara culpada de extorsão em caso envolvendo culto sexual

A atriz Allison Mack se dirige ao tribunal - Drew Angerer/Getty Images
A atriz Allison Mack se dirige ao tribunal Imagem: Drew Angerer/Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

08/04/2019 14h48

Meses após se declarar inocente de acusações de tráfico sexual envolvendo o culto Nxivm e seu fundador, Keith Raniere, a atriz Allison Mack retornou hoje ao tribunal para assumir sua culpa em casos de extorsão e conspiração criminosa. As informações são do site TMZ.

A mudança de denominação nas acusações contra Mack podem fazer parte de um acordo entre os seus advogados e os promotores que cuidam do caso. A atriz, conhecida pelo papel de Chloe em "Smallville", pode ter concordado com uma admissão de culpa se as acusações fossem suavizadas.

"Eu preciso admitir a culpa pela minha conduta. Eu me sinto muito mal pelo meu papel neste caso. Eu peço desculpas à minha família e às boas pessoas que eu machuquei com a minha aderência equivocada aos ensinamentos de Keith Raniere", disse Mack no tribunal.

Mack é acusada de recrutar várias mulheres para o culto Nxivm, prometendo que se tratava de um programa de aperfeiçoamento pessoal onde elas seriam ajudadas por outras mulheres a alcançarem os seus objetivos.

Conforme as recrutadas passavam pelos diferentes níveis da organização, acabavam se transformando em escravas sexuais, submetidas à liderança de Raniere. Algumas mulheres eram inclusive marcadas com as iniciais do líder do culto usando canetas de cauterização.

Mack foi presa em conexão com o caso, assim como o próprio Raniere. A atriz pagou fiança de US$ 5 milhões e espera julgamento em prisão domiciliar na casa dos pais, em Los Alamitos, na Califórnia (EUA).