Topo

Primeira da fila do sábado do Lolla diz que Bring Me The Horizon salvou sua vida

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

2019-04-06T10:39:53

06/04/2019 10h39

A tradicional fila de fãs que fazem vigília nos portões do Lollapalooza já não era a mesma de outros festivais. O segundo dia de festa, que tem como atrações principais Lenny Kravitz, Post Malone e Kings of Leon, atraiu mesmo os fãs de Bring Me The Horizon, banda britânica de estourou fazendo metalcore.

As 20 primeiras pessoas eram fãs da banda. Entre elas estava Helen Diniz, 23, que chegou na fila hoje às 6h e não acreditou que era a primeira. "Achei que fosse estar mais lotado", disse.

Helen, que já viu outros três shows da banda e tem tatuagem com a logo do grupo em seu dedo, disse que o Bring Me The Horizon salvou sua vida.

"Sofri muito bullying na infância. Foi em 2013 que descobri o disco 'Sempiternal' em que vocalista Oliver fala de sua superação, assim como eu", contou. "Desde então eu sou fã. De lá pra cá, todos os discos coincidem com as fase da minha vida, inclusive este novo 'Amo' que só fala de coisas boas", afirmou.

O objetivo de Helen é ficar na grade e só sair de lá depois que o show acabar. "Ainda bem que vai ser cedo, por volta das 17h. Depois que acabar eu vou embora. Só vim por causa deles".

Helen está acompanhando a banda desde quarta-feira quando foi no show do Lolla Parties - quando a banda fez um show cheio de energia e hostilizou o presidente Jair Bolsonaro -, depois foi na porta do hotel acompanhar os artistas. "Faço tudo por eles".

Entrada tranquila

Por volta das 10h, o trânsito e os arredores do autódromo de Interlagos estavam tranquilos. Estava fácil chegar de carro e sem trânsito.

As filas também estavam tranquilas. A reportagem do UOL contou cerca 300 pessoas na fila principal por volta das 9h30. Na outra fila, para retirada dos ingressos, estava ainda menor, com cerca de 100 pessoas. Depois das 10h, a movimentação aumentou. Por volta das 10:30, faltando 30 minutos para os portões abrirem, o numero de fãs na fila já superava o de mil pessoas.

Para o público que for ao festival, a previsão do tempo dá como certa chuvas no local. Então é bom ir preparado com capas e calçados confortáveis. Até o momento, o tempo estava nublado, com temperaturas por volta de 30 graus, porém sem sinal de chuva.

O policiamento no local era ostensivo. A Polícia Militar montou uma base móvel que ocupou metade da Praça Enzo Ferrari, com uma dúzia de viaturas. Próximo dali, na avenida Teotônio Vilela outra dezena de viaturas da Guarda Civil Metropolitana dava suporte aos fãs.