Topo

Pop


Por onde andam os integrantes das formações clássicas do Trem da Alegria

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

2019-02-06T08:56:01

06/02/2019 08h56

O Trem da Alegria está de volta. Mesmo que seja apenas para uma turnê comemorativa. Luciano Nassyn e Patrícia Marx, dois dos integrantes originais, anunciaram na terça-feira (5) que voltarão aos palcos interpretando os grandes sucessos do grupo na turnê "Trem da Alegria Celebration".

Ao todo, o Trem da Alegria teve oito integrantes diferentes que se intercalaram entre os anos de 1984 e 1992. Depois do fim do grupo, a maioria deles se dedicou à música. Outros foram para a produção musical e teatro. Teve até ex-integrante que tentou a carreira como jogador de futebol profissional.

Ficou com saudades daquela época? A seguir, contamos por onde andam todos os ex-integrantes que passaram pelo Trem da Alegria.

Por onde anda o Trem da Alegria?

Luciano Nassyn (1984-88)

Biga Pessoa
Luciano Nassyn, ex-Trem da Alegria Imagem: Biga Pessoa

Luciano deixou o grupo em 1988, quando entrou na adolescência. De 1988 a 1992, ele trabalhou no meio musical, compondo e aprimorando sua técnica vocal. Nos anos seguintes, lançou alguns discos solos e tentou se firmar como cantor. Em 2014, lançou o álbum de estúdio "Um Algo Além do Satélite". Atualmente se dedica a terapia holística e é um dos responsáveis pela nova turnê do grupo.

Patrícia Marx (1984-87)

Divulgação
A cantora Patricia Marx Imagem: Divulgação

A carreira de Patricia Marx fora do Trem da Alegria foi uma das mais bem-sucedidas de todos os ex-integrantes. De 1987 a 2018, ela lançou 14 álbuns. Em 1994, Patricia fez muito sucesso com os hits "Espelhos D'Água", trilha de "Malhação", e "Quando Chove", trilha da novela "A Viagem". Em 2017, a cantora disse que estava dando aulas de música e preparando uma autobiografia. Recentemente, foi jurada do programa "SuperStar", da Globo. O trabalho mais recente de Patricia é o álbum "Nova", lançado em novembro do ano passado, e que também pode ser trabalhado durante a turnê comemorativa do Trem da Alegria.

Juninho Bill  (1985-92)

Rodrigo Capote/UOL
Juninho Bill (agachado com o fone de ouvido) nos bastidores do "The Noite" Imagem: Rodrigo Capote/UOL

Depois de deixar o grupo em 1992, Juninho Bill tentou a carreira como jogador de futebol nas categorias de base do Corinthians e da Portuguesa. Atuou profissionalmente no Sinop e no Rio Branco de Americana. Juninho também trabalhou como produtor no SBT e da Cuatro Cabezas, criadora do "CQC". Formou várias bandas, entre elas Acesso Livre, Schulapa e Astros.

Vanessa Delduque (1986-88)

Reprodução/Instagram
Vanessa com o marido e os filhos nos Estados Unidos Imagem: Reprodução/Instagram

A cantora ficou no grupo por dois anos e saiu quando tinha 15 anos. Em 1990, ela montou a dupla Luan e Vanessa (os dois se casaram em 1997). No início dos anos 2000, Vanessa mudou-se com ele para o Texas, nos Estados Unidos, onde montou uma gravadora gospel. O casal vive nos Estados Unidos até hoje e tem dois filhos.

Rubinho Cabrera (1989-92)

Reprodução/Instagram
Rubinho Cabrera (careca) em encontro dos ex-integrantes do Trem da Alegria Imagem: Reprodução/Instagram

Depois que saiu do Trem da Alegria em 1992, Rubem Cabrera voltou para Curitiba, no Paraná, onde se dedicou à carreira musical. Atualmente ele trabalha como produtor musical e já atuou como tecladista da banda Sex Machine, de pop e rock, em festas e eventos.

Fabíola Braga (1987)

A cantora Fabíola Braga ficou apenas um ano no grupo Trem da Alegria, mas deu tempo de participar das gravações da música "Mamãe, me Faz um Cafuné". Atualmente ela se dedica à carreira de cantora gospel.

Amanda Acosta (1988-92)

Guga Melgar
Amanda Acosta no musical "Bibi - Uma Vida em Musical" Imagem: Guga Melgar

Quando Fabíola deixou o grupo, entrou Amanda Acosta, que ficou até 1992. Ao lado de Patrícia Marx, ela é até hoje uma das integrantes mais lembradas. Em 2013, Amanda participou da novela "Chiquititas", no SBT, e também de musicais como "My Fair Lady". Ela participou do programa "Inglês com Música", da TV Cultura. Em 2018, no teatro, atuou em "Bibi - Uma Vida em Musical" e "Carmen, a Grande Pequena Notável".

Ricky Bueno (1991)

Reprodução/YouTube
Ricky Bueno, ex-integrante do Trem da Alegria, em entrevista em 2016 Imagem: Reprodução/YouTube

Ricky também ficou apenas um ano no grupo. Quando saiu, participou por quatro anos de outro grupo infantil, o Turma da Bagunça. Fã de rock, atuou em diversas bandas, entre elas Uncle Joe. Em 2010 montou o grupo Fugitivos de Thundera.

Errata: o texto foi atualizado
06/02/2019 às 12h52
A legenda da foto de Rubinho Cabrera dizia erroneamente que ele estava de chapéu. Rubinho, na fotografia, é o careca. A informação foi corrigida.

Mais Pop