PUBLICIDADE
Topo

Rami Malek diz que não sabia de acusações contra Bryan Singer

Rami Malek em cena de "Bohemian Rhapsody" - Divulgação/IMDb
Rami Malek em cena de "Bohemian Rhapsody" Imagem: Divulgação/IMDb

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

23/01/2019 09h50

Recém-indicado ao Oscar por seu papel em "Bohemian Rhapsody", Rami Malek afirmou que não tinha conhecimento das acusações de estupro feitas contra o diretor do filme, Bryan Singer. Nesta quarta (23), surgiram quatro novas denúncias, feitas na revista "The Atlantic"

Em entrevista ao jornal "Los Angeles Times", o ator de 37 anos explicou que se envolveu com o filme antes do cineasta ser anunciado como seu diretor. "Até onde sei, eu era considerado para o papel desde antes de Bryan se ligar ao projeto. Então eu mantive a cabeça baixa por um ano, me preparando, e nunca olhei para cima."

Malek afirmou que não sabia muito sobre Singer. "As acusações eram coisas sobre as quais, acredite ou não, eu honestamente não tinha conhecimento, e é o que é."

"Quem sabe o que vai acontecer... Mas acho que de alguma forma nós encontramos uma forma de perseverar apesar de tudo que entrou no nosso caminho", completou. "Talvez fosse o próprio Freddie fazendo isso porque queria um produto que fosse digno dele. Quem sabe? Eu tenho muito orgulho desse elenco e dessa equipe por terem elevado o nível. Foi uma prova da coragem e da habilidade de todos. E uma coisa que vou dizer sobre todos - quase todos - é que nunca desistimos". 

Bryan Singer foi demitido de "Bohemian Rhapsody" e substituído por Dexter Fletcher por supostamente ter se afastado das filmagens por vários dias. No Globo de Ouro, no qual o filme foi eleito como melhor drama, o cineasta foi ignorado nos discursos da equipe

Em 2014, dois homens acusaram Singer de tê-los estuprado quando ainda eram menores de idade. Um dos processos não foi adiante. Singer nega todas as acusações.