Topo

Terror

Tudo o que você precisa saber sobre filmes, séries e livros de horror

Intérpretes de Michael Myers revelam desafios de viver vilão de "Halloween"

Divulgação
Michael Myers cada vez mais assustador no novo "Halloween" Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

22/10/2018 14h16

Nada menos do que oito atores estiveram por trás da máscara de Michael Myers nos filmes da franquia "Halloween", que começou em 1978 e continua com o filme homônimo que faz sua estreia nos cinemas brasileiros na quinta-feira (25).

O "New York Times" conversou com vários desses intérpretes para tentar descobrir os mistérios de um dos assassinos mais aterrorizantes do cinema de terror. Tudo começou, é claro, com Nick Castle, que vestiu a máscara (parte de uma fantasia de Capitão Kirk, de "Star Trek", pintada de branco) no original.

"Eu me lembro distintivamente da primeira cena que filmamos. Eu disse para John [Carpenter, diretor]: 'Ei, essa é a primeira vez que vamos ver o personagem. O que eu devo fazer? Como você quer que eu faça?'. John me olhou e disse: 'Só vá até lá e ande na minha direção'", comenta.

Castle descreve Carpenter como o seu "marionetista". "Ele dizia: 'Ande mais rápido. Agora, mais devagar. Vire sua cabeça um pouco'. Em muitos sentidos, é a performance dele, não a minha", conta ainda.

Para Don Shanks, que atuou como Myers em "Halloween 5" (1989), o personagem foi descrito de forma diferente. Ele diz que o diretor do filme, Dominique Othenin-Girard, falava que Myers "se movia como um pedaço de madeira boiando na água". "Ele era rígido, mas capaz de não ser. Ele superava as resistências que haviam no caminho", relembra o ator.

Enquanto isso, o ator Chris Durand ("Halloween H20: Vinte Anos Depois", de 1998) comenta que os movimentos do assassino são como os de "um tigre se fixando em sua presa". 

"Eu sutilmente movia a minha cabeça e a fixava na pessoa que deveria perseguir. Eu emitia um rugido baixo, um dos caras de som percebeu e me falou sobre isso", diz.

LEIA TAMBÉM

O ator Tyler Mane, por sua vez, pôde trabalhar o personagem de forma mais emocional no remake de "Halloween" dirigido por Rob Zombie em 2007. Visto que o filme mergulhava na história de origem de Myers, o ex-atleta de luta livre incorporou esses elementos na sua performance.

"É sobre o movimento corporal, a linguagem corporal. É sobre usar os olhos e se comportar de determinada maneira. Rob queria que Michael fosse mais agressivo, mais intenso. Por isso ele me contratou", brinca Mane.

No novo "Halloween", Nick Castle retorna para uma participação especial, mas quem veste a máscara de verdade é o ator e dublê Jude Courtney. Ele diz que estudou o filme original e encontrou a "vibração" certa do personagem.

"Eu entendo que não é algo que eu possa descrever. O universo tem um campo de informação por aí, e essa informação que foi criada quando John e Debra Hill escreveram o filme original, e quando Nick vestiu a máscara. Eu fiz o meu melhor para 'baixar' essa informação", define.

Mais Terror