PUBLICIDADE
Topo

"The Witcher": Produtora sai do Twitter após críticas por mudar personagem

Geralt e Ciri no game "The Witcher 3: Wild Hunt" - Reprodução
Geralt e Ciri no game "The Witcher 3: Wild Hunt" Imagem: Reprodução

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

11/09/2018 18h19

A showrunner e produtora Lauren S. Hissrich saiu do Twitter após receber críticas pela série "The Witcher", da Netflix.

"Chegou a hora de um tempo no Twitter", escreveu Lauren. "O amor aqui é incrível e o ódio é esclarecedor, tirando o fato de que eu preciso escrever menos e ler mais -- ou então não teremos um final. Voltarei com mais novidades. Sejam bons um com os outros, ok?".

Leia mais:

Após anunciar Henry Cavill como Geralt de Rivia em "The Witcher", a Netflix deixou os fãs da saga do Lobo Branco desconfiados por, aparentemente, mudar drasticamente as características de uma das personagens mais amadas da série.

Segundo anúncio da National Youth Centre of Great  Britain, a atriz que vai interpretar Ciri deve ter entre 15 e 16 anos e precisa necessariamente ser negra, asiática ou de alguma minoria étnica.

Lauren já havia deixado bem claro que traria um elenco diversificado, tentando acabar com o conceito de que personagens não brancos não podem aparecer em títulos de fantasia por causa da "precisão histórica".

Ela ainda lembrou que o inventor de toda o mundo de "The Witcher", o escritor polonês Andrzej  Sapkowski nunca teve problema em ampliar a diversidade.

O que muitos fãs dos livros e dos games estão incomodados é que a história da personagem seja alterada. Ciri, retratada tanto nos games quando nos livros como uma jovem caucasiana, tem um parentesco importantíssimo com os elfos e suas características mais marcantes são os cabelos brancos e uma grande cicatriz no olho esquerdo.

As mudanças serão ainda mais significativas já que a garota será tão importante quanto o próprio Geralt na série da Netflix. "The Witcher" chega à Netflix em 2020 com oito episódios.