Topo

Oscar

"Entre Irmãs" e filmes de terror podem concorrer ao Oscar 2019 pelo Brasil

Globo/Dan Behr
Marjorie Estiano e Nanda Costa em cena de "Entre Irmãs" Imagem: Globo/Dan Behr

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

24/08/2018 09h42

Está chegando a época do ano em que as especulações para o Oscar começam a esquentar, e o Brasil também está se preparando para escolher o seu representante na corrida por melhor filme em língua estrangeira.

A Secretaria do Audiovisual e o Ministério da Cultura pré-selecionaram 22 títulos do cinema brasileiro de 2018 que podem ser escolhidos como o representante para a prestigiada premiação. O anúncio do filme selecionado será feito no dia 11 de setembro.

Os destaques da lista ficam por conta de dois filmes de terror: "O Animal Cordial", de Gabriela Amaral Almeida; e "As Boas Maneiras", de Juliana Rojas e Marco Dutra. O primeiro, estrelado por Murilo Benício, narra um assalto a um restaurante de classe média; o segundo, com Marjorie Estiano no elenco, conta uma curiosa história de lobisomem passada em São Paulo.

LEIA TAMBÉM

A lista também tem "Entre Irmãs", um filme que foi exibido pela Globo como minissérie no começo do ano: O longa de Breno Silveira conta o drama de duas irmãs (Marjorie Estiano e Nanda Costa) que são obrigadas por um cangaceiro a costurar para o seu bando.

Outros filmes que ganharam destaque na mídia durante o ano e foram parar na lista de candidatos a vaga brasileira no Oscar se encaixam mais no drama social. "Aos Teus Olhos", de Carolina Jabor, traz Daniel de Oliveira como um professor de natação acusado de pedofilia. "Benzinho", de Gustavo Pizzi, conta o drama de uma família com a iminente viagem para a Alemanha de um dos filhos, e tem Adriana Esteves no elenco.

"Alguma Coisa Assim", de Esmir Filho e Mariana Bastos, dá continuação a um curta metragem de 2006 sobre um garoto gay e sua melhor amiga, apaixonada por ele. Já o polêmico "Canastra Suja", de Caio Soh, traz Adriana Esteves e Marco Ricca como um casal "perfeitinho" na superfície, mas cheio de hipocrisias e perturbações escondidas.

"Paraíso Perdido", de Monique Gardenberg, mostra o mundo de uma boate noturna comandada por José (Erasmo Carlos) e movimentada por seus filhos e protegidos.

A variadíssima lista ainda tem toques de fantasia ("Unicórnio", de Eduardo Nunes, e "Encantados", de Tizuka Yamazaki), comédia romântica ("Talvez Uma História de Amor", de Rodrigo Bernardo), drama biográfico ("Além do Homem", de Willy Bodani, e "Yonlu", de Hique Montanari) e documentário ("Dedo na Ferida", de Silvio Tendler, e "Ex-Pajé", de Luiz Bolognesi).

Já "Nada a Perder", cinebiografia de Edir Macedo e campeã de bilheteria no ano, ficou fora da lista.

As indicações ao Oscar 2019 serão reveladas em 22 de janeiro de 2019, com a cerimônia acontecendo em 24 de fevereiro.

Veja a lista completa:

  • "O Animal Cordial"
  • "As Boas Maneiras"
  • "Entre Irmãs"
  • "Aos Teus Olhos"
  • "Benzinho"
  • "Alguma Coisa Assim"
  • "Canastra Suja"
  • "Paraíso Perdido"
  • "Unicórnio"
  • "Encantados"
  • "Talvez Uma História de Amor"
  • "Além do Homem"
  • "Yonlu"
  • "Dedo na Ferida"
  • "Ex-Pajé"
  •  "Antes que eu Me Esqueça"
  • "Como é Cruel Viver Assim"
  • "Ferrugem"
  • "Não Devore Meu Coração"
  • "O Caso do Homem Errado"
  • "O Desmonte do Monte"
  • "O Grande Circo Místico"