PUBLICIDADE
Topo

Humorista Tim Allen sai em defesa de Roseanne: "Ela não é desse jeito"

Tim Allen é astro da série "Last Man Standing" - Alberto E. Rodriguez/Getty Images
Tim Allen é astro da série "Last Man Standing" Imagem: Alberto E. Rodriguez/Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

03/08/2018 13h27

O comediante Tim Allen saiu em defesa da colega de profissão Roseanne Barr, que foi demitida da sua própria sitcom, "Roseanne", após ofender a advogada Valerie Jarrett, ex-conselheira de Barack Obama com termos racistas no Twitter. A informação é do "Yahoo!".

"Eu conheço Roseanne há muito tempo, e ela não é desse jeito", comentou Allen durante entrevista no TCA, evento para críticos de TV de Hollywood. "Ela sempre foi a pessoa mais tolerante que eu já conheci, uma grande apoiadora da diversidade. O que quer que tenha acontecido, que ela tenha falado, essa não é a Roseanne que eu conheço".

Leia mais:

O ator ainda criticou a forma como determinados tópicos são considerados "intocáveis" pelos comediantes de hoje em dia. "Eu sou um veterano, estou nessa há 38 anos, e nunca vi algo assim. [...] Há coisas que você não pode ou não deve falar, agora. Quem cria essas regras? É uma posição perigosa, porque eu gosto de abordar certos assuntos. É triste", disse.

Allen é o astro da série "Last Man Standing", que está a caminho de sua sétima temporada após uma troca de emissoras (cancelada pela ABC, a comédia foi "salva" pela Fox). A produção é conhecida pelo conteúdo conservador, com sua sinopse oficial descrevendo-a como "a jornada de um pai de família para manter a sua masculinidade em um mundo cada vez mais dominado por mulheres".

Após a demissão da estrela, a série "Roseanne" vai retornar para a TV com outro título, "The Conners". Na trama, os fãs acompanharão as desventuras da família da protagonista - ainda não há notícias sobre como a série vai explicar sua ausência.

Entenda o caso

Em maio, Roseanne Barr havia publicado em seu Twitter: "Irmandade Muçulmana e 'Planeta dos Macacos' tiveram um filho = VJ". Advogada, Jarrett é uma das maiores ativistas negras dos EUA e nasceu no Irã, filha de pais americanos.

    Barr, 65, é simpatizante do atual presidente americano, Donald Trump, característica que foi levada para sua personagem na TV. Ela já havia se envolvido em outras controvérsias por causa de seu posicionamento político, e chegou a comparar Chelsea Clinton, filha de Bill e Hillary Clinton, ao burro do filme "Shrek".

    A declaração sobre Valerie Jarrett no Twitter causou imediato mal-estar entre espectadores e entre os pares da artista. Ela foi imediatamente demitida e a série "Roseanne", cancelada.

    À época, Roseanne se desculpou e chegou a falar que estava tomando remédios que poderiam ter lhe afetado. "Eu peço desculpas a Valerie Jarrett e a todos os americanos. Eu sinto muito por fazer uma piada ruim sobre a posição política e a aparência dela. Eu deveria ter pensado melhor. Me perdoem, a piada foi de mau gosto", escreveu no Twitter.