PUBLICIDADE
Topo

Na TV, Roseanne pede desculpas a alvo de tuíte racista. Mas "conselho" pega mal

Reprodução
Imagem: Reprodução

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

27/07/2018 08h07

A atriz Roseanne Barr, protagonista do seriado de mesmo nome que foi cancelado após um tuíte racista dela própria, teve uma oportunidade de pedir desculpas públicas a Valerie Jarrett, ex-assessora do governo Barack Obama. Em entrevista à "Fox News", Roseanne fazia seu pedido de desculpas, sem admitir racismo, e acabou muito criticada principalmente por, ao fim, dizer que Jarrett precisa de um novo corte de cabelo.

O apresentador, Sean Hannity, perguntou se Roseanne gostaria de se desculpar diretamente a Jarett, e a atriz disse que sim. 

"Se ela está assistindo, eu me desculpo se você achou que sou racista e que meu tuíte foi racista. Por que não foi. Foi político. Lamento que você tenha se sentido ferida, nunca quis isso. Me desculpo por isso. Nunca quis machucar ninguém, nem falar algo negativo sobre uma raça inteira de pessoas, o que 30 anos do meu trabalho atestam", afirmou Roseanne.

Fim? Não. Depois de um momento de silêncio, antes do apresentador retomar a palavra, Roseanne disparou: "Ela precisa de um novo corte de cabelo. Sério. Ela precisa de um novo corte de cabelo."

O seriado Roseanne foi cancelado devido à polêmica e, recentemente, a atriz apareceu em um vídeo publicado em seu canal gritando que achava que a "vadia", referindo-se a Jarrett, fosse "branca", para alegar que não foi racista em sua mensagem.

Na quarta-feira, Jarrett disse que não liga para o caso. Ela esteve no programa "The View", da emissora ABC, e desdenhou a apresentadora quando questionada sobre a polêmica. "Roseanne quem?", respondeu com uma risada. "Olha, seriamente falando, como já disse anteriormente, eu estou bem. Estou simplesmente bem", afirmou.

Em maio, Roseanne escreveu o seguinte comentário em resposta a outras publicações sobre Valerie Jarrett: “Irmandade Muçulmana e 'Planeta dos Macacos' tiveram um filho = vj”. Advogada e ativista, Jarrett é negra e nasceu no Irã, filha de pais americanos.