PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Roseanne grita ao explicar tuíte racista: "Achei que a vadia fosse branca!"

Reprodução
Imagem: Reprodução

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

20/07/2018 09h28

A atriz Roseanne Barr deu uma nova versão para explicar o tuíte racista que causou sua demissão da ABC e do seriado que levava seu próprio nome. Em um vídeo, ela aparece dizendo que achava que o alvo de sua crítica em uma mensagem no Twitter fosse uma mulher branca.

O vídeo em que Roseanne faz a alegação --um grito, na verdade-- foi postado no canal do YouTube da própria atriz. Ela aparece sentada, conversando com um jornalista, momentos antes de ser entrevistada.

"Eu estava tentando falar do Irã. Eu estou tentando dizer que Valerie Jarrett escreveu o acordo do Irã", ela diz, falando sobre a mulher que foi assessora do ex-presidente dos EUA, Barack Obama. O entrevistador retruca: "Eu sei, você me disse isso 300 vezes". Então, Roseanne explode, aos berros. "Eu achei que a vadia fosse branca, porra!", brada ela, enquanto fuma um cigarro e o entrevistador ri.

Entenda o caso

Em maio, Roseanne Barr havia publicado em seu Twitter: "Irmandade Muçulmana e 'Planeta dos Macacos' tiveram um filho = VJ". Advogada, Jarrett é uma das maiores ativistas negras dos EUA e nasceu no Irã, filha de pais americanos.

LEIA TAMBÉM

Barr, 65, é simpatizante do atual presidente americano, Donald Trump, característica que foi levada para sua personagem na TV. Ela já havia se envolvido em outras controvérsias por causa de seu posicionamento político, e chegou a comparar Chelsea Clinton, filha de Bill e Hillary Clinton, ao burro do filme "Shrek".

Valerie Jarrett - Valerie Macon/AFP Photo - Valerie Macon/AFP Photo
Valerie Jarrett, advogada e ex-assessora de Barack Obama, posa durante o United States of Women Summit, em Los Angeles
Imagem: Valerie Macon/AFP Photo

A declaração sobre Valerie Jarrett no Twitter causou imediato mal-estar entre espectadores e entre os pares da artista. Ela foi imediatamente demitida e a série "Roseanne", cancelada.

À época, Roseanne se desculpou e chegou a falar que estava tomando remédios que poderiam ter lhe afetado. "Eu peço desculpas a Valerie Jarrett e a todos os americanos. Eu sinto muito por fazer uma piada ruim sobre a posição política e a aparência dela. Eu deveria ter pensado melhor. Me perdoem, a piada foi de mau gosto", escreveu no Twitter. 

Entretenimento