Livros e HQs

"Ele estaria irritado com todas essas homenagens", diz Xexéo sobre Cony

Rafael Andrade/Folhapress
Carlos Heitor Cony Imagem: Rafael Andrade/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

06/01/2018 12h36

Parceiro de Carlos Heitor Cony na apresentação de um programa diário de rádio na CBN, Artur Xexéo disse que o amigo "estaria muito irritado com todas essas homenagens". Cony morreu na noite de sexta-feira (5) aos 91 anos, no Rio, mas a morte só foi divulgada no final da manhã deste sábado (6). 

"Ele estaria muito irritado com todas essas homenagens. Ele sabia que a vida é efêmera. Não queria que a morte dele fosse divulgada. Ele não queria velório, festejos, homenagens. Mas é impossível não homenagear o Cony", disse Xexéo durante uma entrevista ao vivo para a Globo News.

Leia mais

O jornalista ainda lembrou que era frequentemente confundido com Cony, já que apresentavam juntos o programa de rádio. "A primeira pessoa que eu dava bom dia era o Cony. As pessoas confundiam as vozes. Fico honrado. Ele era muito mais inteligente, muito mais culto. Tive diariamente, durante 15 anos, uma aula diária com o Cony sobre história, sobre política".

Milton Jung, outro parceiro de Cony na rádio CBN, também falou sobre a ironia fina do amigo em entrevista à Globo News. "Se ele estivesse ouvindo nesse momento, estaria rindo das nossas palavras, debochando do lugar-comum. Falar da morte do Cony e achar a palavra certa para isso é praticamente impossível. Nunca vou achar uma à altura".

Jung ainda lembrou que Cony não gostava de ser chamado de imortal, título que levava por fazer parte da ABL (Academia Brasileira de Letras). "'Imortal é a mãe', ele costumava brincar [...] Mas é um imortal pela história que contou para nós e deixou. E vamos levar para a frente". Jung também contou que Cony brincava sobre cantar "muitos anos de vida" ao celebrar o aniversário. "Não se deseja isso a ninguém", dizia o escritor.

Amor pela cachorrinha Mila

A escritora Nélida Piñon contou uma curiosidade sobre a relação de Cony com sua cachorrinha, Mila. "Ele teve um grande amor pela Mila, a cachorrinha dele. Ele dizia: 'Eu nunca amei tanto quanto eu amei Mila. E nunca fui tão amado na minha vida quanto fui amado pela Mila'". Nélida disse que o amigo se abria com ela sobre o assunto por saber que a escritora também amava profundamente os cachorros. 

Nélida contou que "Quase Memória", a obra mais conhecida de Carlos Heitor Cony, começou a ser escrita para aliviar as dores da cachorrinha."Atenuava as dores dela quando ele batia o romance na máquina de escrever. Para aliviar a cachorrinha, ele começou a teclar. Ele deve esse romance à Mila."

Cronista ácido e de humor peculiar, Cony foi vencedor de três prêmios Jabuti e era o quinto ocupante da cadeira de número 3 da ABL desde 2000. Seu romance mais famoso, "Quase Memória", foi publicado em 1995 e vendeu mais de 400 mil exemplares.

Ainda que tocando em temas políticos, a obra de Cony tinha como foco, antes de mais nada, as relações humanas. E o modo como tratou esses temas deu ao autor a pecha de pessimista inveterado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Da Redação
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
Blog do Maurício Stycer
Página Cinco
Página Cinco
AFP
do UOL
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
AFP
do UOL
Da Redação
AFP
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
UOL Cinema - Imagens
Reuters
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Chico Barney
AFP
Página Cinco
BBC
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Página Cinco
Topo