Livros e HQs

Morre Carlos Heitor Cony aos 91 anos

Antônio Gaudério/Folhapress
O escritor Carlos Heitor Cony veste o fardão de membro da Academia Brasileira de Letras Imagem: Antônio Gaudério/Folhapress

Do UOL, em São Paulo*

06/01/2018 11h38

Carlos Heitor Cony, escritor, jornalista e colunista da "Folha de S.Paulo", morreu na noite de sexta-feira (5), por volta das 23h, aos 91 anos. Ele estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio, desde o dia 26 de dezembro devido a problemas no intestino e teve falência de múltiplos órgãos. A informação foi confirmada ao UOL pela ABL (Academia Brasileira de Letras).

O local do velório e do enterro ainda não foram definidos.

Leia mais

Cronista ácido e de humor peculiar, Cony foi vencedor de três prêmios Jabuti e era o quinto ocupante da cadeira de número 3 da ABL desde 2000. Seu romance mais famoso, "Quase Memória", foi publicado em 1995 e vendeu mais de 400 mil exemplares.

Carlos Heitor Cony nasceu no Rio em 14 de março de 1926, filho do jornalista Ernesto Cony Filho e de Julieta Moraes Cony. Alfabetizado em casa, ele chegou a cursar a Faculdade de Filosofia da Universidade do Brasil, mas interrompeu antes de concluir o curso.

Com atuação nos principais jornais e revistas do país, começou a carreira em 1952 como redator no "Jornal do Brasil".

Sua estreia na literatura se deu com os romances "A Verdade de Cada Dia" (1957) e "Tijolo de Segurança" (1958), que receberam o Prêmio Manuel Antônio de Almeida, abrindo uma carreira de distinções literárias, entre elas o Prêmio Machado de Assis, em 1996, pelo conjunto da obra, e a comenda de Artes e Letras concedida em 2008 pelo governo francês. Seu poeta preferido era Ovídio e, para ele, o livro mais importante da história da humanidade é "As Viagens de Gulliver", de Jonathan Swift.

Ainda que tocando em temas políticos, a obra de Cony tinha como foco, antes de mais nada, as relações humanas. E o modo como tratou esses temas deu ao autor a pecha de pessimista inveterado.

Foi preso diversas vezes durante a ditadura militar. E, em 2004, o Ministério da Justiça concedeu a ele uma pensão vitalícia de R$ 23 mil, valor correspondente ao salário que receberia como redator-chefe de uma publicação.

Além de romancista e do trabalho de jornalista, ele também foi diretor de teledramaturgia da TV Manchete, entre 1985 e 1990, e assinou a autoria de novelas como "A Marquesa de Santos" e "Dona Beja".

Em 2001 foi diagnosticado com um câncer linfático e, por causa da quimioterapia, ficou com dificuldade de locomoção, perdeu força nos braços e nas pernas. Em 2013, levou um tombo na Feira de Frankfurt, na Alemanha, e desde então já não se sentia tão bem: a queda fez um coágulo na cabeça e aumentou os cuidados com a saúde.

Cony era casado com Beatriz Latja e tinha três filhos: Regina, Verônica e André.

*Com informações da Agência Estados

Casarin: "Como vai, Cony?" "Vou mal"; um bate-papo com Cony

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

AFP
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
Blog do Maurício Stycer
Página Cinco
Página Cinco
AFP
do UOL
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
AFP
do UOL
Da Redação
AFP
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
UOL Cinema - Imagens
Reuters
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Chico Barney
AFP
Página Cinco
BBC
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
Da Redação
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Topo