Topo

Coluna

Adriana de Barros

Exposição premiada de Renato Russo rodará pelo Brasil em 2019

Ricardo Matsukawa / UOL
Quarto de Renato Russo do apartamento onde viveu é reproduzido na exposição Imagem: Ricardo Matsukawa / UOL
Adriana de Barros

Adriana trabalha no UOL desde 2000, passou pelas rádios Mix FM, 97Rock e pela gravadora Sony Music.

08/12/2018 07h00

Eleita pelo público como Melhor Exposição de 2017 em votação promovida pelo Guia da Folha, a mostra "Renato Russo" vai rodar pelo país em 2019.

Em parceira com o MIS (Museu da Imagem e do Som), a Legião Urbana Produções, do filho do músico Giuliano Manfredini, bateu o martelo essa semana para levar os objetos do pai para outras cidades do Brasil. Os locais ainda não foram divulgados, mas entre outras capitais, é certa a volta da mostra para São Paulo. .

A maior exposição já realizada pelo MIS reconstroi a trajetória do líder da Legião Urbana, a partir de aproximadamente mil itens entre documentos, manuscritos, roupas, instrumentos, livros, fotografias, discos e desenhos. Além disso, há a reprodução do quarto do apartamento da Rua Nascimento e Silva, em Ipanema (RJ), onde Renato morou entre 1990 e 1996 (ano de sua morte).

Para a mostra de São Paulo, sob curadoria de André Sturm (ex-diretor do Museu), o MIS confiou a 15 profissionais a higienização, restauração e catalogação do material dos mais de 3000 itens pessoais do artista. Foram três anos até até a abertura da exposição. Hoje, o museu abriga todos objetos de Renato, em perfeito estado de conservação.