PUBLICIDADE
Topo

Amigo divulga última mensagem de Chadwick Boseman; leia a íntegra

Josh Gad e Chadwick Boseman em cena de Marshall (2017) - Divulgação
Josh Gad e Chadwick Boseman em cena de Marshall (2017) Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

29/08/2020 14h15

O ator Josh Gad usou seu perfil no Twitter para compartilhar uma mensagem que recebeu de Chadwick Boseman dias antes da morte do astro de "Pantera Negra".

Após seis dias sem postar nenhuma mensagem na rede, Gad disse que interrompeu o silêncio para "compartilhar a beleza" daquela que seria uma das últimas mensagens de texto trocadas com o amigo, com quem co-estrelou o filme "Marshall: Igualdade e Justiça", de 2017, que conta a história do jurista americano Thurgood Marshall, o primeiro negro a ser ministro da Suprema Corte norte-americana.

Segundo Gad, Boseman era "brilhante, um talento daqueles que surgem apenas uma vez na vida" e que sabia "o quão precioso era cada momento". "Hoje os céus receberam um dos anjos mais poderosos", finalizou.

A íntegra da mensagem de Boseman para Josh Gad

"Pegar água da chuva

Se você está em Los Angeles, você acordou esta manhã com o raro e pacificador som de uma chuva constante. Se você é como eu, talvez você olhou para a previsão do tempo da semana e descobriu que deverá chover por três dias seguidos; não sem interrupções de luz do sol reprimidas pela escuridão úmida, mas sim, eles virão, como cães e gatos. Ótimo. Nós estamos presos em casa por conta dessa maldita quarentena da covid, e agora nós sequer [podemos] tomar sol na California. Venha agora!

Mas agora a chuva parou e o céu já está limpo da tempestade de hoje, e eu te peço que você saia e respire profundamente. Perceba quão fresco é o ar agora, depois que nossos céus tiveram uma pausa de três semanas do costumeiro bombardeio incansável de fumaça dos meios de transporte de LA e agora a chuva de hoje deu à cidade dos anjos uma longa e mais do que necessária chuveirada.

Inspire e expire este momento, e agradeça a Deus pelas belezas únicas e maravilhas deste dia. Nós devemos aproveitar cada momento que podemos para aproveitar a simplicidade das criações de Deus, seja se está céu claro e sol ou nebuloso com escuridão. E olha, se o ar está limpo agora e se chover amanhã, eu posso até colocar jarras e baldes do lado de fora para pegar a chuva e jogá-la no filtro de água e eu terei a água mais alcalina que de qualquer marca engarrafada por aí".

Em vídeo no Instagram, ator chora a perda do amigo

Aos prantos, Josh Gad gravou uma homenagem para Chadwick Boseman também em sua conta no Instagram que está próxima de 500 mil visualizações.

Segundo ele "não há palavras para expressar que pessoa incrível era Chadwick Boseman", diz Gad.

"Ele era tão incrivelmente generoso, não somente como artista, mas como ser humano". Segundo Gad, além de ter interpretado o Pantera Negra nos cinemas, ele "parecia um T´Challa [nome do príncipe de Wakanda que se transforma no herói] na vida real, uma pessoa que se entregava, se doava e não parava de dar. 2020 foi tão devastador por tantas razões, mas esta dói muito pois estão levando alguém que realmente era um dos grandes".

Chadwick travou longa batalha contra o câncer

O ator, diretor e roteirista Chadwick Boseman, o Pantera Negra do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), morreu ontem, aos 43 anos, após uma batalha de quatro anos contra o câncer de cólon. A informação foi confirmada pelo perfil oficial de Boseman nas redes sociais.

"É com imensa dor que confirmamos a morte de Chadwick Boseman. Chadwick foi diagnosticado com o terceiro estágio do câncer de cólon em 2016 e lutou contra isso ao longo dos últimos quatro anos, enquanto a doença progredia para o estágio quatro. Um verdadeiro lutador, Chadwick persistiu a isso tudo e trouxe até vocês muitos dos filmes que vocês tanto amam", diz o comunicado.

"De Marshall: Igualdade e Justiça a 'Destacamento Blood', o Black Bottom de Ma Rainey, de August Wilson, e muitos mais, todos foram filmados durante e em meio a incontáveis cirurgias e quimioterapias. Foi uma honra para sua carreira dar vida ao rei T'Challa, em 'Pantera Negra'. Ele morreu em casa, com sua mulher e sua família ao lado. Sua família agradece aos fãs pelo amor e pelas orações, e pede que continuem respeitando sua privacidade durante este momento difícil."

Boseman morreu em sua casa na área de Los Angeles, na Califórnia, com sua mulher e família ao seu lado, disse seu assessor Nicki Fioravante à Associated Press.

Em abril, o ator já havia despertado preocupação em fãs e seguidores ao publicar um vídeo aparentemente mais magro. A Marvel, parte do elenco da saga "Vingadores" e mais nomes importantes de Hollywood se despediram de Chadwick.

"Nossos corações estão partidos e nossos pensamentos estão com a família de Chadwick Boseman. Seu legado viverá para sempre. Descanse em paz", escreveu a Marvel no Twitter.

Carreira

Nascido em Anderson, na Carolina do Sul, Boseman escreveu sua primeira peça ainda quando estava no colégio. Ele frequentou a famosa faculdade predominantemente negra, a Howard University, e se formou em Belas Artes.

Boseman obteve seu primeiro papel de TV em 2003, quando participou de um episódio de "Third Watch", mas se tornou reconhecido mundialmente somente dez anos depois, em 2013, quando interpretou Jackie Robinson em "42".

Ele atuou ainda como James Brown em "Get on Up: A História de James Brown", em 2014, e, em 2016, foi Tot em "Deuses do Egito".

Antes de morrer, Chadwick gravou "Ma Rainey's Black Bottom" , baseado no livro homônimo de August Wilson, e que terá Viola Davis como protagonista. O longa deve chegar em 2020.

Chadwick ainda iria protagonizar o projeto 'Yasuke", que contaria a história do primeiro samurai negro da história.

Pantera Negra

Chadwick Boseman como Pantera Negra - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter
Chadwick Boseman como Pantera Negra
Imagem: Reprodução/Twitter

A primeira participação de Chadwick como o herói T'Challa, o Pantera Negra, foi em "Capitão América: Guerra Civil", em 2016.

Dois anos depois, ele ganhou o primeiro filme solo dentro do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), que ganhou elogios da crítica e dos fãs.

Em 2018 e 2019, o ator interpretou o personagem da Marvel ainda em duas oportunidades: "Vingadores: Guerra Infinita" e "Vingadores: Ultimato", o filme com a maior bilheteria da história do cinema.

Ele voltaria como T'Challa ainda em duas oportunidades no cinema e na televisão: dublando o herói na série "What If...", uma animação que vai chegar em 2021 na Disney+, e na sequência de "Pantera Negra 2", que estava prevista para maio de 2022.