PUBLICIDADE
Topo

Marília Mendonça diz que vai se retratar por transfobia na próxima live

Marília Mendonça sugeriu, em tom de deboche, que um de seus músicos teria ficado com uma mulher trans - Reprodução/YouTube
Marília Mendonça sugeriu, em tom de deboche, que um de seus músicos teria ficado com uma mulher trans Imagem: Reprodução/YouTube

Do UOL, em São Paulo

10/08/2020 18h52

Em uma série de tweets, Marília Mendonça voltou a pedir desculpas pelo comentário considerado transfóbico que fez em live ontem, e afirmou que pretende se retratar na próxima transmissão ao vivo.

"Passei o dia todo refletindo. E depois de refletir tanto, refaço o meu pedido de desculpas. Aproveitei pra aprender mais sobre o assunto. Sobre como ajudar", afirmou a cantora. E continuou: "Tem muita gente do coração bom e explicativo (ainda bem) que mesmo sofrendo com piadas como a minha me ajudam a evoluir".

"Acho que esse é o caminho. Estarei aprendendo todos os dias e repassando o que aprender. Me retratarei na próxima live, com a mesma visibilidade que teve a piada sem graça. Conto com vocês, pra me ajudarem a evoluir e me desconstruir todos os dias."

Marília Mendonça finalizou: "Muito obrigada a todas as mensagens de carinho, mas isso não apaga meu erro. Somos humanos, mas não é por isso que não devemos buscar sermos melhores a cada dia. O debate é necessário. O linchamento de nada serve. Obrigada a quem teve paciência de explicar".

Ela já havia admitido o erro e pedido desculpas pela manhã, mas foi criticada por não postar nada no Instagram, onde tem mais de 27 milhões de seguidores a mais. Lá, ela ainda não fez postagens sobre o assunto.

Durante a live, ela sugeriu, em tom de deboche, que um de seus músicos de apoio teria ficado com uma mulher transexual em uma boate de Goiânia:

"Quem é de Goiânia lembra da boate Diesel. (...) Disse que lá foi o lugar em que ele beijou a mulher mais bonita da vida dele. É só isso, gente. O contexto vocês não vão saber", diz a cantora. Em seguida, o músico rebate: "Era mulher mesmo, pô".

O comentário gerou tanta revolta que, hoje pela manhã, ela era o assunto mais comentado do Twitter. Pabllo Vittar postou uma indireta que muitos entenderam como crítica à sertaneja: "O ano é 2020 e ainda tem gente que acha engraçado fazer piada transfóbica!"