PUBLICIDADE
Topo

Ludmilla diz que 'Cobra Venenosa' não foi feita para Anitta: 'Fiz há anos'

Segundo Ludmilla, ela chegou até a mostrar a música "Cobra Venenosa" para Anitta quando elas ainda se falavam - Reprodução/Twitter
Segundo Ludmilla, ela chegou até a mostrar a música "Cobra Venenosa" para Anitta quando elas ainda se falavam Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

03/07/2020 08h25Atualizada em 03/07/2020 09h33

Ludmilla negou que sua nova música, "Cobra Venenosa", seja uma alfinetada na colega de profissão Anitta. As duas cantoras trocam farpas nas redes sociais desde o mês passado, quando Ludmilla revelou áudios de Anitta que considerou pejorativos.

Em entrevista ao jornal "O Globo", Lud disse que a sua nova canção foi composta, na verdade, há três anos.

"Ela [Anitta] até tem no celular. Quando a gente se falava, ela pediu todas as minhas músicas 150 [BPM, um subgênero de funk]. A inspiração veio do dia a dia, de tudo que vivo, que vejo e ouço as pessoas reclamarem", disse.

Conceito do vídeo

O clipe, que sai ainda hoje, traz uma Terra afetada por um evento apocalíptico, em que um grupo de mulheres tenta restabelecer a civilização. É quando elas encontram um segundo grupo, também feminino, que não as recebe bem.

"Há homofobia, machismo e racismo. Então, ensinamos que todas juntas somos melhores, que esse veneno não leva a lugar nenhum. A gente acaba conseguindo trazê-las para reconstruir o nosso mundo, poderoso, com as mulheres no comando", relatou Ludmilla.

"Não adianta falar 'eu amo todas as mulheres' só da boca para fora. Não adianta ser feminista, empoderada e depois puxar tapete, dar uma banda. Tem que ser de verdade e, quando é, funciona. Essa é a mensagem do clipe", contou.

Ludmilla ainda deu um gostinho do que vem por aí em sua carreira. "Depois desse clipe, vai ter outra música, só que agora com participação internacional. Mas já dei spoiler demais", brincou.

Funk