PUBLICIDADE
Topo

Johnny Depp admite usar drogas e álcool 'desde criança', mas nega agressão

Ator Johnny Depp deixa tribunal em Londres, em foto de fevereiro -
Ator Johnny Depp deixa tribunal em Londres, em foto de fevereiro

Do UOL, em São Paulo

26/06/2020 10h52

O uso de drogas e álcool do ator Johnny Depp foi o ponto central de mais um capítulo na batalha judicial que o astro de "Piratas do Caribe" trava contra o jornal The Sun, que o chamou de "agressor de esposa" em relação a sua ex-mulher Amber Heard.

De acordo com o site Yahoo, mensagens de texto sobre o uso de drogas de Depp foram citados em uma audiência realizada ontem.

O The Sun acusou Depp de esconder mensagens que provariam que ele fazia uso de drogas como MDMA e cocaína em 2015.

Depp exige indenização de US$ 50 milhões (mais de R$ 250 milhões) pelo editorial aberto publicado por Heard, no Washington Post, em que ela o acusa de agredi-la. A atriz de "Aquaman" afirma ter sido vítima de violência doméstica e que sofreu ataques por três dias, quando eles estavam na Austrália. Ela diz que Depp estava fora de si, após consumir grande quantidade de MDMA, cocaína e álcool.

Nas mensagens divulgadas, o ator é mostrado tentando comprar drogas, pedindo a um assistente que encontre para ele mais "pílulas felizes" e "coisas brancas".

O advogado do astro de "Piratas do Caribe" não negou a validade das mensagens, mas diz que elas não têm relação com o caso.

Em um comunicado, Depp declarou à corte que admite que teve "problemas" com drogas e álcool. "Eu já falei abertamente sobre meus desafios com álcool e vícios durante minha vida. Na verdade, eu comecei a beber e usar drogas quando era ainda uma criança. Não sinto vergonha em falar sobre isso. Eu usei drogas na minha vida e ao longo deste relacionamento, mas nunca fui viciado nessas drogas. E nunca álcool e drogas me fizeram cometer violências contra outra pessoa".

Depp ainda afirma que Heard usava drogas com ele, como MDMA, cogumelos e cocaína.

O ator deve viajar da França para Londres no próximo mês para comparecer ao julgamento. Heard, que está na Califórnia (EUA), também deve se fazer presente. Eles se conheceram em 2011, no set de "Diário de um Jornalista Bêbado", e se casaram em 2015. A separação e as alegações de violência doméstica vieram um ano depois.