PUBLICIDADE
Topo

Lady Gaga se une a Ariana Grande em 'Rain on Me': relembre outras parcerias

Lady Gaga e Ariana Grande juntas em "Rain On Me" - Instagram/Reprodução
Lady Gaga e Ariana Grande juntas em 'Rain On Me' Imagem: Instagram/Reprodução

Daniel Palomares

Do UOL, em São Paulo

22/05/2020 04h00

Lady Gaga deixou seus little monsters em polvorosa com o lançamento da tão esperada "Rain on Me", sua parceria com outra diva pop, Ariana Grande. A música serve como segundo single do quinto álbum da cantora, "Chromatica", que será lançado em todas as plataformas na próxima sexta-feira (29).

Nas redes sociais, é claro que não se pouparam elogios para a dupla. Assim que a faixa foi oficialmente lançada, as próprias cantoras também fizeram questão de se declarar uma para a outra no Twitter. "Conheci uma mulher que passou pela mesma dor que eu. Ela se tornou uma irmã", se derreteu Ariana. "Amo sua força e sua amizade", completou Gaga.

Parcerias são comuns no universo pop e sempre chamam a atenção dos fãs, que morrem de curiosidade de ver suas artistas favoritas juntas. Gaga teve sua carreira marcada por várias delas, algumas de grande sucesso e outras responsáveis por controvérsias e polêmicas. Relembre as principais parcerias da cantora:

Beyoncé

Em sua parceria mais comentada e de maior sucesso, Gaga uniu forças com ninguém menos do que Beyoncé. O duo lançou duas músicas junto: um remix para "Video Phone", canção de Beyoncé, e "Telephone", arrasa-quarteirões do disco "The Fame Monster" de Gaga.

"Telephone" foi um dos maiores sucessos de 2010 e é lembrada até hoje pelo poderoso clipe que trazia Gaga e Beyoncé como assassinas perseguidas pela polícia. Elas prometeram uma continuação, mas dez anos se passaram e ainda nada.

R. Kelly

Este nome vai para a lista de colaborações que Gaga preferia não ter feito. O cantor, que atualmente está preso acusado de estupro e abuso sexual, participou da sugestiva faixa "Do What You Want" do álbum "ARTPOP". Na música, Gaga dizia que ele podia fazer o que quisesse com o corpo dela, o que gerou controvérsia na época diante do histórico de R. Kelly.

A música ainda teria um clipe no qual Gaga apareceria como uma paciente sendo tocada pelo doutor R. Kelly. Felizmente para ela, a produção foi cancelada antes mesmo do lançamento. Depois da condenação do cantor, a faixa foi removida de todas as plataformas de stream.

Christina Aguilera

Depois de R. Kelly ser jogado para escanteio, Gaga convidou uma figura completamente diferente para a acompanhar em "Do What You Want". Christina Aguilera foi a escolhida, e as duas chegaram a se apresentar juntas na final do "The Voice" americano, em 2013.

A união dos vozeirões e a sensualidade das duas que se acariciavam durante a performance chamaram a atenção para a música que virou uma das favoritas dos fãs, deixando a versão de R. Kelly no passado.

Tony Bennett

Depois do "ARTPOP", Gaga deu uma completa guinada na carreira. Ela apostou em uma sonoridade mais clássica e uniu forças com Tony Bennett, um dos nomes mais influentes do jazz, para o lançamento do álbum colaborativo "Cheek to Cheek".

Além de abocanhar dois prêmios Grammy com o trabalho, Gaga conseguiu mostrar uma nova faceta de seu talento e personalidade ao lado de Tony, interpretando sucessos como "The Lady Is a Tramp".

Florence Welch

Seguindo na linha mais orgânica e convencional da carreira, Gaga lançou em 2016 o disco "Joanne", com inspirações folk e country, e animou os fãs com a parceria com Florence Welch, vocalista da banda Florence + the Machine.

A faixa "Hey Girl" fala da amizade e do apoio entre mulheres e se consolidou como uma das favoritas do álbum entre os little monsters, que adoraram ver Gaga trabalhando novamente com uma mulher poderosa.

Bradley Cooper

Em seu passado mais recente, Gaga ganhou a companhia inusitada de um ator em sua trajetória musical. Bradley Cooper a dirigiu no longa "Nasce uma Estrela" e também a acompanhou nas canções que fizeram parte da trilha sonora do filme.

"Shallow" se consolidou como um dos maiores hits do ano passado e conquistou o Oscar de melhor canção original. Porém, a parceria também rendeu bastante polêmica, especialmente depois da apresentação dos dois na premiação.

Gaga e Bradley pareciam próximos demais na apresentação, o que levantou rumores de que estavam tendo um caso. O problema é que Bradley era casado com a modelo Irina Shayk na época. Poucos meses após o Oscar, o casal se divorciou, e Gaga garantiu que não tinha nada a ver com a história.

Música