PUBLICIDADE
Topo

Michael Bay produz filme sobre coronavírus, que inicia filmagens em um mês

O diretor e produtor Michael Bay - Manuela Scarpa/Brazil News
O diretor e produtor Michael Bay Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News

Do UOL, em São Paulo

21/05/2020 08h53

Resumo da notícia

  • 'Songbird' imagina mundo que não saiu mais de quarentena
  • Mutações do coronavírus mantiveram pessoas em casa na trama
  • Filmagens começam em cinco semanas em Los Angeles (EUA)
  • Equipe apresentou planos para sindicatos, que aprovaram medidas de segurança

"Songbird" pode se tornar o primeiro filme de Hollywood a gravar em meio a pandemia do novo coronavírus — de acordo com o Deadline, o suspense é produzido por Michael Bay ("Transformers") e submeteu seus planos a vários sindicatos de trabalhadores do cinema, que aprovaram as medidas de segurança estabelecidas.

O plano é começar a filmar em cinco semanas, em Los Angeles (EUA), sob o comando do diretor Adam Mason ("A Cadeira do Diabo"). A trama aborda um futuro próximo em que a pandemia do coronavírus não se amenizou, e o mundo continua sob severas ordens de isolamento.

Embora já tenha captado todo o seu orçamento (que, segundo o Deadline, não é grande), "Songbird" terá seus direitos de distribuição internacional vendidos durante o mercado virtual de Cannes. Ainda não há data de lançamento definida.

Pré-produção remota

Mason, os produtores e o roteirista Simon Boyes ("Má Conduta") estão acertando detalhes da pré-produção através de videoconferências, tecnologia que também pretendem usar para o processo de escalação e preparação dos atores.

A equipe cita filmes como "Atividade Paranormal" e "Cloverfield" como influências para criar "um clima de paranoia" na sua trama, em que mutações da covid-19 obrigaram a humanidade a permanecer em isolamento e uma grande conspiração governamental se desenvolveu.

Filmes e séries