PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Oscar muda regra e autoriza que filmes estreiem no streaming

Ben Affleck e Matt Damon juntos no palco da cerimônia do Oscar em 2017 - Getty Images
Ben Affleck e Matt Damon juntos no palco da cerimônia do Oscar em 2017 Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

28/04/2020 18h04

Devido à pandemia do novo coronavírus, que forçou o fechamento de salas de cinema em Los Angeles (EUA), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas mudou uma de suas regras e autorizou que filmes façam a sua estreia através de plataformas de streaming para concorrerem a vagas na próxima edição do Oscar, prevista para fevereiro do ano que vem, de acordo com comunicado enviado à imprensa na tarde de hoje.

Segundo informou o site "The Hollywood Reporter", uma reunião com 54 membros do Conselho de Governadores da Academia ocorreu nesta terça-feira, em uma sessão realizada por meio do aplicativo Zoom, discutindo esta e outras mudanças nas regras.

Ficou decidido então que, nesta temporada, os filmes poderão se qualificar para a competição sem exibição em um cinema de Los Angeles — atualmente, para um título concorrer a uma das categorias do Oscar, ele precisa ser exibido em uma sala de cinema da cidade por pelo menos sete dias, com três sessões diárias.

Em vez disso, filmes que estavam anteriormente agendados para lançamento no cinema, "que atendem a outros requisitos de elegibilidade e forem disponibilizados para os membros da Academia no serviço de streaming exclusivo para membros da organização", poderão concorrer à estatueta.

Os filmes que forem lançados após o fim do período de isolamento ditado pela pandemia, no entanto, deverão seguir as regras antigas.

"A Academia acredita firmemente que não há maneira melhor de experimentar a magia dos filmes do que vê-los em um cinema. Nosso compromisso com isso é inalterado e inabalável", disseram o presidente da Academia, David Rubin, e o diretor executivo, Dawn Hudson, em comunicado.

"No entanto, a pandemia historicamente trágica da covid-19 exige essa exceção temporária às nossas regras de elegibilidade para prêmios. A Academia apoia nossos membros e colegas durante esse período de incerteza. Reconhecemos a importância de seu trabalho ser visto e comemorado, especialmente agora, quando o público aprecia filmes mais do que nunca."

No comunicado, a Academia anunciou também que as categorias de mixagem e edição de som serão combinadas em uma única categoria, a de som, reduzindo assim o número total de troféus concedidos para 25.

O "Hollywood Reporter" antecipou essa possível mudança em dezembro, quando teve acesso a um e-mail redigido por representantes do segmento de som dentro da Academy of Motion Picture Arts and Sciences (Academia de Artes e Ciências Cinematográficas) em que eles contestam a transparência na escolha dos premiados.

A cerimônia da 93ª edição do Oscar continua prevista para 28 de fevereiro de 2021.

A Hollywood Foreign Press Association fez alteração semelhante em suas regras de elegibilidade para o Globo de Ouro de 2021, dentre elas, a autorização para que os estúdios forneçam links de triagem para membros votantes em vez de exibir filmes em instalações de terceiros.