PUBLICIDADE
Topo

Cannes lança mercado de filmes online em apoio aos profissionais do cinema

Famosos desfilam no tapete vermelho do Festival de Cannes - Loic Venance/AFP
Famosos desfilam no tapete vermelho do Festival de Cannes Imagem: Loic Venance/AFP

Do UOL, em São Paulo

17/04/2020 11h46

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o Festival de Cinema de Cannes segue como uma dúvida para 2020. Ainda assim, a organização do evento lançou hoje uma iniciativa para apoiar os profissionais da indústria cinematográfica: um mercado de filmes online.

O projeto foi idealizado por Jérôme Paillard, diretor adjunto do mercado de filmes do festival, com a participação de profissionais de todo o mundo. Chamado de "Marché du Film Onlin", a ideia será realizada entre os dias 22 e 26 de junho.

"Ninguém sabe o que o segundo semestre vai apresentar e se será possível organizar grandes eventos de cinema novamente, incluindo o Festival de Cannes em 2020", disse Thierry Frémaux, diretor-geral do evento.

Em comunicado oficial, a organização do Festival de Cinema de Cannes explicou que a iniciativa "oferecerá alternativas inovadoras para facilitar os negócios e simplificar a conexão de profissionais de todo o mundo". Entre as propostas, estão: estandes virtuais para agentes de vendas, pavilhões virtuais para instituições, exibições online e conferências ao vivo.

Thierry Frémaux tem evitado falar sobre um possível cancelamento da premiação. Enquanto isso, eventos paralelos ao Festival de Cinema de Cannes, como a Semana da Crítica de Cannes, a Quinzena dos Realizadores e o Cannes Lions já foram cancelados.

Inicialmente, o festival aconteceria de 12 a 23 de maio, mas logo foi adiado pela organização. A previsão era de que o evento acontecesse entre o fim de junho e começo de julho, mas novamente organizadores divulgaram que o festival não será realizado na data prevista. Opções para uma edição de 2020 ainda estão sendo exploradas.

O diretor-geral Thierry Fremaux jogou um balde de água fria nas expectativas de que o Festival de Cinema de Cannes pudesse ter uma edição virtual em 2020. Fremaux garantiu que o evento prefere o risco de continuar sendo adiado em função da pandemia do coronavírus do que optar por uma cerimônia digital.