PUBLICIDADE
Topo

Estrelas da série "Charmed" discutem na web por conta da eleição dos EUA

A atriz Alyssa Milano - Reprodução/Instagram
A atriz Alyssa Milano Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

07/04/2020 09h37

Duas estrelas da série "Charmed" ("Jovens Bruxas") entraram em atrito publicamente, por um tema que envolve o #MeToo e as eleições norte-americanas. Rose McGowan (Paige Matthews na série) fez críticas no Twitter a Alyssa Milano (Phoebe Halliwell) pelo fato de a ex-colega de cena apoiar o pré-candidato à presidência Joe Biden, que se viu em meio a acusação de assédio sexual.

Biden foi acusado de assédio por uma ex-funcionária, Tara Reade, que trabalhou com o norte-americano quando ele era senador. Ela diz que ela o tocou e o penetrou com os dedos sem consentimento em 1993.

No Twitter, Alyssa Milano publicou um vídeo respondendo a quem a acusou de ficar em silêncio em meio às acusações. "Ainda defendo a cadidatura de Joe Biden", postou ela.

Rose McGowan não aceitou e usou seu Twitter para dizer que Alyssa é "uma fraude".

"Isso se trata de responsabilizar a imprensa. Você vai atrás de Trump e Kavanaugh dizendo 'acredite nas vítimas', você é uma mentirosa. Você sempre foi uma mentira. O DNC corrupto está fazendo trabalho de difamação de Tara Reade, e você também. VERGONHA", tuitou a atriz.