PUBLICIDADE
Topo

Fã de 'Westworld', Aaron Paul desistiu de outra série para viver Caleb

Aaron Paul em cena de Westworld - Divulgação
Aaron Paul em cena de Westworld Imagem: Divulgação

Mariana Tramontina

Colaboração para o UOL, em Los Angeles*

15/03/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Aaron Paul estreia em Westworld, da HBO, como o operário Caleb
  • Personagem vai desafiar Dolores sobre como ela vê humanos
  • Ator conta por que foi uma das séries mais difíceis de fazer
  • Terceira temporada começa no dia 15 de março

A primeira cena em que aparece o personagem de Aaron Paul na nova temporada de "Westworld", que volta para sua terceira fase na HBO no domingo (dia 15) às 23h, é bem simbólica: Caleb acorda pela manhã em sua cama, abre os olhos, encara o teto por um momento. Essa passagem é uma alusão aos constantes loops da anfitriã Dolores (Evan Rachel Wood) no parque, quando sua narrativa chegava ao fim (geralmente acabando em morte) e sua história era reiniciada do mesmo ponto. Todo dia ela fazendo tudo sempre igual.

Apesar de já ter sido confirmado como humano, a cena levantou dúvida sobre Caleb ser mais um anfitrião fora dos muros de Westworld. Como na série nada é o que parece e nunca sabemos realmente quem é alguém, a suspeita faz sentido. Mas, em conversa com o UOL, Aaron Paul define bem o significado daquele momento: a rotina nossa de cada dia. "É assim que muitas pessoas vivem suas vidas. Acordam, vão trabalhar e fazem seu trabalho para sobreviver. Caleb está sempre tentando sair dessa rotina, mas não pode, e talvez haja uma razão para isso. Os anfitriões vão perceber como os humanos também estão presos nesses ciclos intermináveis."

Caleb Nichols é um veterano do exército com transtorno do estresse pós-traumático, que tenta ganhar a vida honestamente como operário de construção civil trabalhando ao lado de seu robô George. Ele está sempre se candidatando a empregos com melhores salários, mas parece nunca se encaixar em um mundo onde aparentemente não há espaço para ele. "Seu perfil é muito forte, mas nós não temos nada que seria muito adequado para você no momento", é o que ele ouve após uma entrevista. Caleb é decepcionado pelo sistema, mas impotente para lutar contra ele.

Evan Rachel Wood e Aaron Paul em evento de 'Westworld' - Kevin Winter/Getty Images - Kevin Winter/Getty Images
Evan Rachel Wood e Aaron Paul em evento de 'Westworld'
Imagem: Kevin Winter/Getty Images

Para pagar as contas, faz bicos ilegais por meio de uma plataforma chamada Rico, uma espécie de aplicativo do game Grand Theft Auto em que você escolhe missões para cumprir nada exemplares, desde pequenos roubos até assassinatos. Uma de suas incumbências o leva a Dolores, alguém que ele chama de "a primeira coisa real" que acontece para ele em muito tempo. "Robôs são tão reais quanto humanos em 'Westworld'", diz Aaron Paul.

Caleb mostra um outro ponto de vista da classe trabalhadora, e ele dá a Dolores uma visão diferente de como ela entende os humanos.

A história de Caleb em "Westworld" e a relação dele com Dolores são enigmáticas, mesmo depois de assistir aos quatro primeiros episódios que o UOL teve acesso (no total, são oito). "Para ser sincero, eu não sei muito sobre para onde a história vai", diz o ator, dando a entender que ainda há o que se contar em uma possível quarta temporada, não confirmada até agora.

Um pouco de 'Blade Runner' com Daft Punk

O primeiro episódio nos apresenta um mundo totalmente novo e arrojado, cidades ultra modernas, drones e carros autônomos, implantes tecnológicos e muitas luzes —uma mistura de Blade Runner com Daft Punk, com cenas deslumbrantes filmadas em Cingapura e efeitos especiais ambiciosos. "Foi uma das séries mais difíceis de fazer por causa da agenda das gravações. Essa temporada foi 80% filmada à noite. Nós não dormimos. Chamávamos de 'Nightworld' [mundo noturno, em trocadilho ao título da série]", conta Aaron Paul.

O mundo futurista que vemos parece funcionar perfeitamente (apesar de uma menção de que os elefantes foram extintos e que algo ruim aconteceu à Paris), mas por baixo daquilo tudo há um lado sombrio que o sistema está tentando esconder, envolvendo principalmente o roubo da privacidade dos humanos.

A atriz Tessa Thompson em cena de "Westworld" - Divulgação - Divulgação
A atriz Tessa Thompson em cena de "Westworld"
Imagem: Divulgação

Mas o velho Westworld não se foi: é no segundo episódio que voltamos ao parque e vemos personagens familiares, como Bernard (Jeffrey Wright), Charlotte (Tessa Thompson), Maeve (Thandie Newton), Hector (Rodrigo Santoro) e algumas outras surpresas que talvez você tenha assumido como mortos no massacre liderado por Dolores.

Ali também vamos conhecer um novo parque com tema da Segunda Guerra Mundial (e com uma das melhores cenas de Rodrigo Santoro). E ouvir de Serac, personagem de Vincent Cassel: "Nós estamos no meio de uma guerra", referindo-se à batalha entre humanos e anfitriões. Essa é a guerra que vamos ver Dolores, unida à Caleb, travar nos próximos episódios, além de responder uma das principais questões: de quem, afinal, são as pérolas que Dolores levou com ela para fora do parque?

Trailer da terceira temporada de 'Westworld'

UOL Entretenimento

Westworld não é uma série que você assiste enquanto rola a tela do Instagram ou checa seu Twitter. E a terceira temporada ainda traz muito quebra-cabeça, revelações e reviravoltas. A narrativa muitas vezes é lenta, mas vem tudo embalado em uma boa ficção científica. "Sempre foi meu gênero preferido", diz Aaron Paul, elegendo "2001 - Uma Odisseia no Espaço" como seu filme favorito. Por isso não foi difícil para o ator de 40 anos, ganhador de três prêmios Emmy por "Breaking Bad", pular fora de outro projeto aos 45 minutos do segundo tempo para estar em "Westworld".

"Eu ia fazer essa série que me levaria para o Canadá e que eu estava apaixonado. Daí minha equipe me ligou: 'Não sei se você tem interesse, mas Lisa Joy e Jonathan Nolan [os criadores da série] querem mostrar uma ideia de como eles te veem no futuro de Westworld'. E eu: 'Meu Deus, vamos sair da outra série agora'. Eu sou um fã louco de 'Westworld'. Eu queria dizer para eles, na mesma hora, que já estava dentro, mas havia burocracias para resolver. Só por isso levamos 1h para definirmos que estaríamos juntos".

*A jornalista viajou à convite da HBO