PUBLICIDADE
Topo

Com novo 'quem matou' e desfechos, 3ª temporada de 'Elite' é a mais pesada

Cena da terceira temporada de "Elite" - Divulgação
Cena da terceira temporada de "Elite"
Imagem: Divulgação

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

13/03/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Terceira temporada da série espanhola estreia hoje na Netflix
  • Recurso do "quem matou" volta a ser usado por roteiristas
  • Temporada retrata o último ano dos alunos no Las Encinas
  • Festa de formatura será o cenário de um novo crime
  • Novos personagens chegam para amarrar a trama

Crimes, sexo, festas, drogas e conflitos. "Elite" acertou na fórmula desde seus primeiros episódios e, mesmo repetitiva em algumas situações, encontrou uma saída ao amarrar as histórias e prender a atenção da audiência a cada nova fase. A terceira temporada da série espanhola da Netflix estreia hoje com a tarefa de fechar o ciclo dos alunos que estão concluindo os estudos no colégio Las Encinas.

Usando novamente a fórmula do "quem matou" que foi o mote da primeira temporada, a terceira deve encerrar com a revelação do responsável por dar um fim na vida e nas mentiras do assassino, que a essa altura todos já sabem quem é. Polo, que passou a temporada anterior inteira sofrendo com a culpa e o segredo que guardava, começa a terceira temporada morto. Mais uma vez, todos são suspeitos.

É o momento de resolver as angústias e os conflitos construídos ao longo da série. Ainda assim, dois novos personagens —Malick e Yearay— chegam para mexer com monstros do passado e trazem outras questões para um grupo já tão afogado em problemas. Com uma história contada de forma não linear, Polo segue ativo nos novos episódios e confunde ainda mais os colegas, obrigados a aceitá-lo de novo no colégio após ele ter sido liberado pela polícia.

O crime no baile de formatura é apenas o desfecho da mais pesada entre as temporadas. O sangue espalhado no chão e o corpo inerte de Polo resumem os sentimentos acumulados por quase todos os núcleos.

Polo - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Polo (Álvaro Rico) em cena chave da terceira temporada de 'Elite'
Imagem: Reprodução/Instagram

Carla está presa entre seus amores e a pressão familiar. Sem a presença de Nano, Samuel e a mãe não conseguem se entender e o futuro dele na escola entra em xeque. Ander e Omar seguem confusos sobre seus sentimentos e ainda vão enfrentar juntos um grande problema. Valerio se afunda ainda mais no mundo das drogas. Já o conflito entre Lu e Nadia será acirrado por causa de uma bolsa de estudos, deixando a disputa por Gúzman em segundo plano.

A surpresa dos roteiristas pode ficar por conta de uma possível volta de Christian (Miguel Hérran) e Nano (Jaime Lorente). Ambos personagens têm envolvimento direto com o núcleo principal de "Elite", mas ficaram praticamente esquecidos na segunda temporada. No entanto, eles ainda não aparecem nos primeiros episódios que o UOL assistiu antes da estreia.

Encerrando a fase escolar dos personagens, a expectativa é que todos eles ganhem um certo protagonismo. Tanto que os episódios levam os nomes dos personagens. O primeiro é Carla, o segundo Samuel e Gúzman.

Sem uma confirmação oficial da Netflix, a expectativa é que a série ganhe sobrevida, mas com outros personagens. Como diz o mote da terceira temporada, o grupo ficará junto "até que a morte nos separe".