PUBLICIDADE
Topo

Surto de coronavírus cancela première de filme de Lázaro Ramos nos EUA

O ator e diretor Lázaro Ramos - Foto: Rede Globo
O ator e diretor Lázaro Ramos Imagem: Foto: Rede Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/03/2020 16h26

Na tarde de hoje, o ator Lázaro Ramos usou seu Instagram para avisar ao público que a première do filme Medida Provisória, dirigido por ele, foi cancelada. O evento aconteceria durante o festival SXSW, que ocorre anualmente em Austin, no Téxas, Estados Unidos.

A estreia mundial do longa - assim como todo o festival - foi cancelada por conta do surto de coronavírus que tem assolado o planeta nos últimos meses. Os Estados Unidos tem apresentado casos crescentes da doença, e as autoridades locais tem recomendado evitar aglomerações para impedir o avanço do vírus.

"Infelizmente, venho aqui informar para vocês que o festival @sxsw no qual o longa que eu dirijo, o "Medida Provisoria" teria sua première mundial foi cancelado devido à epidemia do coronavírus. A cidade de Austin, no Texas, onde o festival ocorreria, decidiu cancelar o evento e vários outros que iriam acontecer este mês de março por causa dessa ameaça à saúde global que é o coronavírus", explicou o ator na legenda da publicação.

"Lamentamos muito o ocorrido, sabemos que amigos brasileiros que moram no Texas estavam ansiosos pela estreia do Medida, mas seguimos em frente porque o longa ainda tem um belo caminho a percorrer neste ano de 2020", ponderou Lázaro.

Já no vídeo, ele deu mais detalhes sobre o cancelamento. "Alguns de vocês já devem saber, nem todo mundo sabe, mas o festival SXSW foi adiado ou cancelado, ainda não sabemos muito bem", começou.

Mais adiante, ele agradeceu o apoio que recebeu. "O filme tá aqui, o filme foi feito com carinho, é entretenimento, é reflexão com esse elenco maravilhoso que a gente teve oportunidade de trabalhar, e contando com o apoio e a energia de vocês daqui a pouco a gente está de volta para trazer novidades sobre quais serão os próximos passos", finalizou.

O filme se passa em um futuro distópico, onde o governo brasileiro decreta uma medida que obriga os cidadãos negros a migrarem para a África na intenção de retornar suas origens. Vendo-se no centro do terror, dois primos refugiam-se em um apartamento, onde debatem questões sociais e raciais, além de compartilharem dos mesmos anseios que envolvem a mudança de país. Ainda não há data de estreia no país.