PUBLICIDADE
Topo

Ex-Globo, Cristina Serra defende Petra Costa e detona "o tal Pedro Bial"

A jornalista Cristina Serra - Arquivo Pessoal
A jornalista Cristina Serra Imagem: Arquivo Pessoal

Do UOL, em São Paulo

07/02/2020 09h02

Cristina Serra, que foi repórter da TV Globo, saiu em defesa de Petra Costa, diretora do documentário "Democracia em Vertigem", que concorre ao Oscar em sua categoria, neste domingo (9). Em um texto publicado em seu Facebook e no Portal Comunique-se, ela ataca Pedro Bial por suas críticas à diretora, chamando o BBB de lixo e falando que o apresentador e outros críticos têm inveja.

"Uma mulher, na flor dos seus 30 e poucos anos, progressista e de um país da periferia do mundo consegue destacar-se no centro mundial do cinema e ser indicada ao Oscar pelo seu documentário. Seu filme, 'Democracia em Vertigem', mostra o que aconteceu recentemente no Brasil e explica, em boa medida, como chegamos aonde chegamos", diz Cristina em seu texto. "Foi o suficiente para despertar a ira, a inveja e o despeito de muitos."

Serra diz ter se surpreendido com as críticas de Bial, feitas à Rádio Gaúcha. Entre elas, o apresentador afirma que "[o filme] vai contando as coisas num pé com bunda danado", com "narração miada, insuportável, onde ela [Petra Costa, a diretora e narradora] fica choramingando o filme inteiro".

Cristina fala de Bial: "Quando comecei a trabalhar em TV, em 19? e esqueci (risos) gostava de vê-lo como correspondente em Londres. Pedro Bial tinha um texto criativo, usava bem as palavras. (...) Nem que fosse por respeito às mulheres que fazem parte da sua vida (certamente, as há), Bial não poderia ter sido tão grosseiro na crítica que fez ao filme, usando os termos rasteiros que usou".

A fala de Bial foi acusada de machismo em especial por conta do trecho em que disse: "É um filme de uma menina dizendo para a mamãe dela que fez tudo direitinho, que ela está ali cumprindo as ordens e a inspiração de mamãe, somos da esquerda, somos bons, não fizemos nada, não temos que fazer autocrítica".

A ex-repórter da Globo conclui citando trabalhos anteriores do jornalista. "E eu achava que ele sabia usar bem as palavras. Mas, por que ainda me surpreendo? Bial escreveu a 'biografia' do patrão e por quase vinte anos apresentou um lixo chamado 'BBB'. A cada crítica desse tipo que recebe, Petra Costa sai engrandecida. Já o tal Pedro Bial? Deixa para lá."

Pedro Bial foi autor da biografia Roberto Marinho, sobre o líder da Rede Globo, lançado em 2004, e esteve à frente do "Big Brother Brasil" entre 2002 e 2016.

Oscar