PUBLICIDADE
Topo

Oscar


Oscar 2020 não terá apresentador pelo segundo ano consecutivo

Rami Malek ganha o Oscar de melhor ator por "Bohemian Rhapsody" - Kevin Winter/Getty Images
Rami Malek ganha o Oscar de melhor ator por "Bohemian Rhapsody" Imagem: Kevin Winter/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

08/01/2020 16h09

Pelo segundo ano consecutivo, a cerimônia do Oscar 2020 não terá um apresentador. O anúncio foi feito hoje pela presidente da ABC Entertainment, Karey Burke, emissora que faz a transmissão oficial do maior prêmio do cinema.

"Quero confirmar agora, junto com a Academia, que não haverá anfitrião tradicional este ano", disse Burke, enfatizando que a cerimônia repetirá o que funcionou no ano passado.

A executiva já tinha dado indícios em março que seguiria a mesma fórmula que na cerimônia anterior. Para o THR, ela disse que estava "muito contente" com o último evento e que gostaria de repetir o formato.

Os indicados à maior premiação do Oscar 2020 serão conhecidos em 13 de janeiro de 2020. O evento está marcado para o dia 9 de fevereiro.

Em 2019, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas já tinha decidido por não ter um apresentador tradicional. O humorista Kevin Hart chegou a ser escalado para comandar o evento, para acabou se retirando do cargo após tuítes polêmicos viralizarem.

A partida de Hart como anfitrião não foi a primeira vez que a Academia teve que lidar com um anfitrião que deu um passo para trás. No final de 2011, Brett Ratner renunciou ao cargo de produtor do 84º Oscar, depois de dizer "o ensaio é para bichas" enquanto promovia o filme TRoubo nas Alturas.

Sua saída levou à saída do planejado anfitrião Eddie Murphy, que deixou o cargo em solidariedade. Billy Crystal assumiu o papel de Murphy.

Oscar