PUBLICIDADE
Topo

Pop


Miley Cyrus faz acordo e interrompe processo que poderia custar R$ 1,2 bi

AFP
Imagem: AFP

Do UOL, em São Paulo

06/01/2020 16h29

Miley Cyrus e seus representantes chegaram a um acordo para interromper um processo que poderia custar a ela 300 milhões de dólares (cerca de R$ 1,2 bilhão) pela música "We Can't Stop". Os termos do acordo não foram revelados, tampouco o valor que será pago pela cantora.

A informação foi publicada pela revista "Rolling Stone" e pela "Billboard". O processo foi movido em 2018 pelo cantor jamaicano Michael May, que alegou que "We Can't Stop, lançada em 2013, teria elementos copiados de sua música "We Run Things", de 1988.

Segundo a agência "Reuters", Michael May acredita que Miley e sua gravadora teriam roubado a frase "We run things. Things no run we" e transformado em "We run things. Things don't run we" - há uma diferença de uma única palavra entre as duas, mas o significado é o mesmo.

Pop