PUBLICIDADE
Topo

Star Wars


Star Wars: Diretor de "Os Últimos Jedi" defende seu Luke e cita desrespeito

Luke Skywalker em "Star Wars: Os Últimos Jedi" - reprodução/Star Wars: Os Últimos Jedi/Lucasfilm
Luke Skywalker em "Star Wars: Os Últimos Jedi" Imagem: reprodução/Star Wars: Os Últimos Jedi/Lucasfilm

Do UOL, em São Paulo

20/12/2019 18h43

O lançamento de "Star Wars: A Ascensão Skywalker" fez com que um debate ressurgisse entre os fãs da franquia. Enquanto alguns reclamam do trabalho de J. J. Abrams, diretor do novo filme, outros acusam Rian Johnson de ter "destruído" Luke Skywalker no longa anterior, intitulado "Os Últimos Jedi". O segundo veio a público hoje para defender sua visão do personagem.

"Eu entendo este ponto de vista, mas discordo completamente. Na verdade, eu acho que este ponto de vista desrespeita o personagem de Luke por não tratá-lo como um herói mítico que superou feridas e falhas, mas como um personagem de videogame que conquistou um tipo binário e permanente de poder", publicou Rian Johnson em resposta a um usuário do Twitter.

Esta foi uma reação ao comentário de um fã de Star Wars, que escreveu que a imagem de Luke criada por Rian Johnson "reverte o significado inteiro da franquia", "destrói o herói e o mata" e, de quebra, tira o significado de "esperança" da saga e o transforma em "cinismo".

Os críticos do trabalho de Rian Johnson citam como argumentos os fatos de que, em "Os Últimos Jedi" (filme lançado em dezembro de 2017), Luke jogou seu sabre de luz longe e tentou rejeitar seu papel como Jedi, além de ter tentado matar o próprio sobrinho, Kylo Ren.

Star Wars