Topo

Popload Festival


Popload Festival

Os livros escritos por Patti Smith

A cantora Patti Smith - Angela Weiss / AFP
A cantora Patti Smith Imagem: Angela Weiss / AFP

Liv Brandão

Colaboração para o UOL

29/10/2019 14h23

Além de ser uma das precursoras do movimento punk, Patti Smith é uma grande escritora. Além dos dois shows que faz no Brasil em novembro (no dia 15, no Memorial da América Latina, e no dia 16, dentro do Auditório Simón Bolívar, no mesmo local), a principal atração do festival Popload, de 72 anos, aproveita a passagem pelo país para lançar dois livros. O Ano do Macaco, de memórias, e Devoção, sobre seu processo criativo, estão sendo publicados pela Companhia das Letras.

No dia 14 de novembro, Patti participa de um evento gratuito onde falará sobre seus dois lançamentos. Esta apresentação extra acontece às 14h, no teatro do Sesc Pompeia, em São Paulo. Os ingressos serão distribuídos no dia do evento e a mediação do bate-papo fica com a jornalista e curadora da Flip Fernanda Diamant.

Desde 1972, Patti já lançou mais de 20 livros, entre poesias, não-ficção e memórias. Por Só Garotos, de 2010, ela recebeu o National Book Awards.

Veja os livros de Patti Smith lançados no Brasil

O Ano do Macaco (2019)

Capa do livro O Ano do Macaco, de Patti Smith - Divulgação
Capa do livro O Ano do Macaco, de Patti Smith
Imagem: Divulgação

No livro, que está sendo lançado junto com a chegada de Patti Smith ao Brasil, a artista está prestes a completar 70 anos e relembra sua turnê pelos Estados Unidos em 2016. Naquele ano, a artista estava lidando com a perda de dois amigos: o músico Sandy Pearlman, seu mentor, e Sam Shepard, escritor, ator e dramaturgo, de quem era muito próxima. Além disso, a militante feminista estava às voltas com a eleição de Donald Trump.

Devoção (2019)

Patti Smith é muito mais que cantora e escritora. Em quase 50 anos de carreira, ela já escreveu poesia, fez performance, atuou e fotografou. Ela divide um pouco de seu processo criativo em Devoção, que também está sendo lançado no país. Dividido em três partes, o livro discorre sobre o que é literatura, mostra o esboço de um conto de ficção, e "conversa" com a obra de Albert Camus. "Por que alguém se sente compelido a escrever?", é a pergunta que que ela faz o tempo todo. "Para dar voz ao futuro, revisitar a infância. Para dar rédea curta às loucuras e aos horrores da imaginação", Patti diz. E porque, afinal, "não podemos apenas viver".

Linha M (2016)

O título faz referência a uma das linhas do metrô de Nova York, cidade para onde Patti se mudou na juventude e onde começou sua carreira artística. A própria artista define este livro como "um mapa para a sua vida", que funciona como um bom guia turístico para os fãs que gostam de visitar os lugares frequentados por seus ídolos. Além de Nova York, há relatos sobre viagens para o México, onde visitou a Casa Azul, de Frida Kahlo, e Alemanha. Como boa aficionada por literatura, há também "viagens" pelas obras de alguns de seus autores favoritos, como Sylvia Plath e Rimbaud.

Só Garotos (2010)

Capa do livro Só Garotos, de Patti Smith - Divulgação
Capa do livro Só Garotos, de Patti Smith
Imagem: Divulgação

O livro mais aclamado de Patti Smith ganhou o prêmio National Book Awards. De uma sensibilidade emocionante, Só Garotos narra o encontro de almas entre Patti Smith e o fotógrafo Robert Mapplethorpe, bem antes de os dois se tornarem alguns dos maiores nomes em suas áreas.

A relação delicada dos dois, entre o romance e a amizade, está narrada ali.

POPLOAD FESTIVAL 2019

Com shows de Patti Smith, The Raconteurs, Hot Chip, Tove Lo, Cansei de Ser Sexy, Little Simz, Khruangbin, Boy Pablo, Luedji Luna e o bloco Ilê Aiyê
Quando: 15 de novembro
Onde: Memorial da América Latina (Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda, São Paulo)
Horários: Abertura dos portões às 10h; início dos shows às 10h45
Ingressos: pista R$ 580 (inteira), pista premium R$ 800 (inteira)
Onde comprar: www.ticketload.com e bilheteria do Unimed Hall

Popload Festival