Topo

Filmes e séries


Era Uma Vez em Hollywood: Tarantino defende representação "arrogante" de Bruce Lee

Mike Moh como Bruce Lee em cena de "Era Uma Vez em Hollywood" - Reprodução
Mike Moh como Bruce Lee em cena de "Era Uma Vez em Hollywood" Imagem: Reprodução

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

12/08/2019 21h39

O diretor Quentin Tarantino defendeu sua versão de Bruce Lee no filme Era Uma Vez em Hollywood, mesmo tendo sido alvo de críticas pela forma como representou o ícone dos filmes de ação.

"Bruce Lee era um cara meio arrogante", disse o diretor em uma coletiva para promover o filme em Moscou, no último final de semana.

"Eu não inventei muitas coisas. Eu o ouvi dizer coisas assim, nesse sentido. Se as pessoas estão dizendo: 'Bem, ele nunca disse que poderia bater em Muhammad Ali'. Sim, ele disse! Ele não apenas disse isso, mas sua esposa, Linda Lee, disse isso em sua primeira biografia eu li. Ela absolutamente disse isso", continuou o cineasta.

Filha de Bruce Lee, Shannon Lee fez duras críticas após ver Era Uma Vez em Hollywood. Ela disse que sentiu que houve zombaria em relação a Bruce Lee e que o resultado a deixou desanimada.

No filme, o personagem de Brad Pitt, um dublê chamado Cliff Booth, troca insultos com Bruce Lee, interpretado por Mike Moh. Eles acabam por resolver o entrevero lutando.

Ao The Wrap, Shannon disse que não gostou de ver o pai representado como arrogante, já que na década de 1960, o mercado do cinema para asiáticos era complicado, diferentemente do retratado no filme.

Na história de Bruce Lee, foram comuns casos em que atores brancos pegaram papéis que podiam ser dele, se passando por asiáticos.

Era Uma Vez em Hollywood chega aos cinemas no dia 15 de agosto.

Filmes e séries