Topo

Geek


Disney vai focar nas sequências de Avatar após fiasco de X-Men: Fênix Negra

Zoe Saldana e Sam Worthington em cena de Avatar (2009) - Divulgação
Zoe Saldana e Sam Worthington em cena de Avatar (2009) Imagem: Divulgação

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

06/08/2019 21h59

A Disney considera o filme X-Men: Fênix Negra o principal culpado pela queda de desempenho nas bilheterias das produções originais da Fox. A análise foi feita de acordo com o último trimestre.

Bob Iger, CEO da Disney, declarou que a ideia agora é focar totalmente nas quatro sequências de Avatar, previstas para chegar aos cinemas em 2020, 2021, 2024 e 2025. Outra franquia que foi salva é Planeta dos Macacos.

Fênix Negra, propriedade da Disney desde que a empresa comprou a 21st Century Fox em março deste ano, teve um orçamento de US$ 200 milhões e alcançou apenas US$ 252 milhões no mundo -- nos Estados Unidos e Canadá foram menos de US$ 66 milhões.

A Disney registrou uma perda operacional de US$ 170 milhões pelos projetos adquiridos pelo acordo com a Fox. Além do último filme da saga X-Men, Stuber e O Menino que Queria Ser Rei completam a trinca de decepções do período.

A dúvida que fica, e que Bob Iger não citou, é sobre fica Novos Mutantes, o filme da Fox que já foi adiado inúmeras vezes e que poderia ganhar uma sobrevida pela Disney.

Avatar perdeu no último mês o posto de maior bilheteria da história do cinema para Vingadores: Ultimato, também da Disney. Apenas neste ano, a companhia já tem quatro filmes que atingiram a marca de US$ 1 bilhão nos cinemas: O Rei Leão, Capitã Marvel, Aladdin e o último Vingadores.