PUBLICIDADE
Topo

Crítica elogia novo Homem-Aranha: "Cria um novo cenário para a próxima era da Marvel"

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

27/06/2019 11h51

A crítica internacional começou a publicar hoje suas primeiras impressões sobre Homem-Aranha: Longe de Casa, que estreia no Brasil no dia 4 de julho.

Para os críticos, o novo filme do herói aracnídeo é uma imprevisível mistura de romance adolescente com ação de super-herói e aponta uma nova era para o Universo Cinematográfico da Marvel.

No enredo, Peter Parker viaja para a Europa com seus amigos do colégio. O herói, porém, é surpreendido por Nicky Fury e convocado para uma missão em Londres, Paris e Veneza. O amigão da vizinhança também terá que lidar com o enigmático Mysterio.

Para o crítico Darren Franich, da revista Entertainment Weekly, Longe de Casa é o melhor filme do herói em décadas. "Há uma reviravolta que alterou minha perspectiva sobre a história. Longe de Casa é um pouco crítico em relação aos filmes de herói (...) este é um filme gigante, cheio de mudanças de uniformes, explosões devastadoras e surpresas inquietantes".

Jake Gyllenhaal como o Mystério de "Homem-Aranha: Longe de Casa" - Reprodução - Reprodução
Jake Gyllenhaal como o Mystério de "Homem-Aranha: Longe de Casa"
Imagem: Reprodução

O jornal USA Today disse "que a direção de Jon Watts não é tão charmosa quanto De Volta ao Lar, mas Tom Holland está incrível e apresenta Jake Gyllenhaal em seu primeiro papel de quadrinhos".

Para o jornalista Johnny Oleksinski, do New York Post, a ação, os vilões e o enredo de Longe de Casa não são melhores do que De Volta ao Lar, mas lembrou que o público sempre gosta de uma eurotrip. "Longe de Casa claramente limpa o paladar após o peso de Vingadores: Ultimato. Rapidamente sabemos da erradicação de Thanos e a reversão de metade da população do universo".

O site Comic Book afirmou que o filme acompanha o desfecho de Ultimato, atrai o público para o personagem Homem-Aranha e oferece algumas sequências claustrofóbicas.

Sobram também elogios para a interação entre Gyllenhaal e Holland. "Eles têm uma química fantástica, tanto em sequências de ação quanto em momentos mais íntimos. Gyllenhaal tem um charme sem fim, um timing perfeito e uma história complexa e imprevisível. Os laços com o Universo Cinematográfico Marvel são surpreendentes mas não distrai aqueles que querem apenas uma história do Homem-Aranha", escreveu o crítico Brandon Davis do Comic Book.