Topo

Terror

Tudo o que você precisa saber sobre filmes, séries e livros de horror


Brinquedo Assassino: críticas apontam tentativa de ser um Black Mirror do terror

Reprodução/Facebook
O novo Chucky em "Brinquedo Assassino" Imagem: Reprodução/Facebook

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

2019-06-20T15:27:00

20/06/2019 15h27

As primeiras críticas de Brinquedo Assassino, nova aventura do boneco Chucky, já estão no ar e indicam que o filme é irregular.

O consenso geral é que o projeto apresenta falhas e que a história original foi modificada para virar um tipo de Black Mirror aterrorizante.

Veja abaixo o que os veículos internacionais estão falando sobre o filme. Brinquedo Assassino chega aos cinemas em 22 de agosto.

Eric Eisenberg, Cinemablend

"O filme não é profundo (apesar de tentar falar sobre a nossa obsessão com tecnologia), e fica parado em alguns momentos -- mas funciona quando necessário, e no final dos 90 minutos você se sente suficientemente entretido. Brinquedo Assassino apresenta alguns sequências criativas e nojentas de assassinatos, um senso de humor espirituoso e uma excelente performance de Mark Hammil."

Ben Kenigsberg, New York Times

"Apesar de termos a necessidade de temer a presença de Siri, Alexa e carros que dirigiem sozinho, a inteligência artificial é facilmente explicada -- menos a parte de um boneco possuido que tenta matar um garoto. Paradoxalmente, Brinquedo Assassino é menos assustador. Na tentativa de criar um Chucky mais inteligente, os produtores planejaram algo burro."

Rosie Knight, IGN

"Não é que Brinquedo Assassino é um filme ruim, é que parece mais um episódio ruim de Black Mirror do que reimaginar a história de um dos personagens de terror mais famosos da história. Muito disso vem da ideia da produção em mudar a origem do assassino, de possuído por um serial killer para simplesmente uma inteligência artificial maligna".

Elizabeth Weitzman, TheWrap

"A grande qualidade do filme é o balanço entre o humor mordaz e o medo psicológico. Os protagonistas são comprometidos, com Gabriel Michael Bateman [Andy] formando conexões emocionantes com Aubrey Plaza [Karen] e um memorável Bryan Tyree Henry [detetive Mike Norris]. É mais a ligação entre eles do que a loucura final de Chucky que sugere que esta franquia não está para terminar."

Peter Debruge, Variety

"Chucky parece menos intimidante que antes. Parte disso é culpa do novo design horrível do boneco, ainda que seus movimentos sejam limitados pela performance do animatronic. Enquanto os olhos são gerados por computador, as expressões faciais podem ser confusas. Quando você esquece esses detalhes, a personalidade de Chcky não é mais tão interessante quando antes. Pelo menos, o fato de que o filme não se leva tão a sério faz com que você dê risadas com Brinquedo Assassino -- um tipo de terror bom/ruim que lembra o episódio de Black Mirror com Miley Cyrus."

Trailer de Brinquedo Assassino

UOL Entretenimento

Mais Terror