Topo

Geek


Produtora de "Vingadores" diz que o nome "X-Men" está ultrapassado; entenda

Detalhe de pôster de "X-Men: Fênix Negra" - Divulgação
Detalhe de pôster de "X-Men: Fênix Negra" Imagem: Divulgação

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

05/06/2019 19h56

Atenção! O texto abaixo contém spoilers de "X-Men: Fênix Negra"

Victoria Alonso, produtora executiva de "Vingadores: Ultimato" e "Capitã Marvel", disse em entrevista para o Nuke the Fridge que o nome "X-Men" é ultrapassado.

"É engraçado que as pessoas os chamem de X-Men. Há muitas personagens femininas no grupo, por isso eu penso que está datado", declarou.

A opinião de Victoria já foi compartilhada em outros filmes da Fox, como "X-Men: Fênix Negra", que chega aos cinemas em 6 de junho.

Em uma cena, Mística (Jennifer Lawrence) declara que "as mulheres estão sempre salvando os homens" e que o Professor X deveria "pensar em mudar de nome para as X-Woman".

"Deadpool 2" também citou este caso -- de um jeito próprio. O herói, vivido por Ryan Reynolds, diz que há muito sexismo nos X-Men e, por isso, ele bolou o nome de sua equipe para X-Force, o que ele considerou "para frente" e de "gênero neutro".

A Disney agora tem os direitos para apresentar os X-Men nas telonas, juntando-os ao Universo Cinematográfico da Marvel (MCU).