Topo

Game of Thrones


Os segredos de "Game of Thrones" que descobrimos ao ver o doc "A Última Vigília"

Divulgação
Destruição de Porto Real deu trabalho para a equipe de "Game of Thrones" Imagem: Divulgação

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

2019-05-28T11:43:33

28/05/2019 11h43

Uma semana após o mundo se despedir de "Game of Thrones", a HBO exibiu "A Última Vigília", documentário que faz um mergulho emocionante nos bastidores da oitava e última temporada da saga épica.

Ao contrário do que se poderia esperar, a produção não gira exclusivamente em torno de figuras consagradas como os criadores da série, David Benioff e D.B. Weiss, ou os protagonistas Kit Harington (Jon Snow) e Emilia Clarke (Daenerys). As lentes da diretora Jeanie Finlay revelam os esforços homéricos empreendidos também por produtores, maquiadores e figurantes - entre outros - para tirar do papel uma temporada que, goste ou não, está entre as coisas mais grandiosas já vistas na TV.

"A Última Vigília" é uma verdadeira declaração de amor à equipe que dedicou anos de sua vida a "Game of Thrones", às vezes sem reconhecimento, e também aos fãs, que certamente irão se divertir com alguns segredos dos bastidores revelados no documentário.

Confira a seguir as coisas mais legais que aprendemos com "Game of Thrones: A Última Vigília":

Atores foram usados para despistar fãs e jornalistas

Reprodução
Imagem: Reprodução

A produção de "Game of Thrones" montou uma operação de guerra para se assegurar de que os segredos da série não seriam revelados antes da hora. E isso envolveu levar alguns atores até a Espanha para evitar o vazamento de um ponto crucial da temporada: a nomeação de Bran como rei.

A fim de despistar a imprensa e os fãs, Kit Harington, Vladimir Furdik (o Rei da Noite), Faye Marsay (a Criança Abandonada) e Tom Wlaschiha (Jaqen H'ghar) foram convocados para ir até a Espanha, onde são gravadas as cenas do Fosso do Dragão. Detalhe: nem Marsay nem Wlaschiha aparecem na oitava temporada.

"É estranho, eu vim basicamente como um engodo", diz Harington enquanto anda em uma van com a equipe. "É estranho estar aqui e não filmar".

O set de Porto Real levou sete meses para ser construído

Reprodução
Imagem: Reprodução

As cenas de Porto Real costumavam ser gravadas em Dubrovnik, na Croácia, mas obviamente não seria possível filmar in loco a destruição da cidade por Daenerys, um dos pontos-chave da temporada. A solução encontrada pela equipe foi montar um set em um grande espaço aberto disponível no Titanic Studios, em Belfast (Irlanda do Norte), a base de operações de "Game of Thrones".

O trabalho de construção do set, comandado pela diretora de arte Deborah Riley, levou sete meses. Tudo para ele ser destruído em dois dias de filmagens. "Parece muito cedo para explodir tudo isso", chega a dizer o diretor Miguel Sapochnik. "Eu sei, isso está me incomodando", responde Riley. "O que aprovamos? Devíamos pelo menos ter feito Cersei descer para almoçar uma ou duas vezes".

Figurantes e dublês tiveram de segurar o fôlego, literalmente, na Batalha de Winterfell

Divulgação
Imagem: Divulgação

A Batalha de Winterfell, exibida no terceiro episódio da oitava temporada, foi um desafio à parte para a produção de "Game of Thrones", já que ela foi filmada durante 55 noites, a baixíssimas temperaturas. E aqueles que apareciam mortos em cena tinham outra missão a desempenhar: segurar a respiração para que o vapor dela não aparecesse em cena, acabando com a magia da TV.

"Pessoal do fundo e dublês, até gritar 'corta', vocês precisam segurar a respiração e não soltar. Vai ficar incrível. Avisem, se alguém morrer", diz um funcionário da produção, em certo momento. Até Jorah (Iain Glen) teve de seguir a regra enquanto era gravada a cena em que Daenerys lamentava sua morte.

Como Arya chegou ao Rei da Noite

Divulgação
Imagem: Divulgação

A morte do Rei da Noite por Arya após a Batalha de Winterfell provocou debates acalorados na web -- todos, geralmente, girando em torno da mesma questão: de onde raios a jovem Stark saiu para pular sobre o líder dos White Walkers? Pois "A Última Vigília" respondeu isso.

Na cena em que o elenco surge reunido para ler os roteiros da temporada, o produtor Bryan Cogman lê as indicações da cena: "Ela [Arya] pula sobre uns mortos, se atira sobre o Rei da Noite e enfia seu punhal na armadura dele". Não sabemos se foi mesmo gravada a parte em que ela pula na pilha de corpos, mas pelo menos o mistério foi resolvido.

Kit Harington ficou chocado com o fim de Jon e Daenerys

Não foi só você que ficou inconformado com a morte de Daenerys pelas mãos de Jon Snow. O próprio Kit Harington ficou mais do que surpreso ao saber da cena dos dois personagens durante a sessão de leitura dos roteiros da temporada. Ao ouvir o que acontece, o ator fica genuinamente surpreso e emocionado, chegando a chorar. Já Emilia Clarke, ao ver a reação do colega, dá um sorriso amarelo e começa a se abaixar na cadeira.

Conleith Hill não gostou muito do destino de Varys

Varys acabou condenado por trair Daenerys e morreu queimado por Drogon - o que parece não ter deixado o ator Conleith Hill muito feliz. Durante a leitura da temporada, ele joga seu roteiro no meio da mesa logo após a cena em que Varys recebe sua sentença e cruza os braços, sendo consolado por Lena Headey, a Cersei.

Mais Game of Thrones