Topo

Música


Compadre Washington, do É O Tchan, é internado após show na Virada Cultural

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

20/05/2019 11h12

O cantor Compadre Washington, vocalista do grupo É O Tchan, precisou ser internado após sofrer um assalto em São Paulo na madrugada de domingo.

O artista caiu e machucou a cabeça depois de ter o celular roubado perto do hotel em que estava hospedado, após o show. Ele saía de uma lanchonete próxima ao local.

Compadre tinha se apresentado horas antes com o É O Tchan na Virada Cultural, no Largo do Arouche, região central da cidade. Após o assalto, o cantor foi encaminhado para o Hospital das Clínicas, onde está internado.

Segundo a produção do grupo, o cantor está fora de perigo, mas ainda não há previsão de alta. O roubo do celular foi informado à polícia e registrado em um boletim de ocorrência.

O É O Tchan tem shows agendados para os dias 26 de maio, em Queimados, na Bahia, e no dia 31 de maio no hotel Iberostar, na Praia do Forte, também na Bahia. Por enquanto, a agenda do grupo segue sem alterações.

Animação com o show

Acompanhado do parceiro Beto Jamaica e das novas dançarinas, Compadre Washington fez um show bastante animado com o É O Tchan. O músico chegou a registrar vários trechos em vídeos no seu Instagram.

O grupo se apresentou das 15h30 às 17h no palco dedicado à música brega, no Arouche, e teve participação especial de Ninha, ex-Timbalada, e Reinaldo, vocalista do Terrasamba. Sheila Mello, ex-loira do Tchan, fez uma participação surpresa que animou o público.

Antes, do meio-dia às 15h30, o É O Tchan já tinha feito outro show na Virada Cultural em um dos palcos descentralizados, no M'Boi Mirim, zona sul da cidade.