Topo

Filmes e séries


Marido de Elton John diz que "Rocketman" mostra lado "monstruoso" do músico

Divulgação
Taron Egerton como Elton John em "Rocketman" Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

2019-05-14T09:07:06

14/05/2019 09h07

"Rocketman" não é uma biografia "chapa branca" de Elton John, e quem garante é o próprio marido do músico. David Furnish é um dos produtores do filme, e esteve no set durante as filmagens. Furnish conversou com o site da Variety sobre o filme, que chega aos cinemas em 30 de maio.

"Uma foto que foi divulgada do filme mostra Taron sentado no Starship, o jatinho particular que Elton tinha nos anos 1970", comentou Furnish. "Ele está no sofá, de óculos e shorts. De brincadeira, mandei a foto para o Elton perguntando: 'Quando foi que eu tirei isso?'. Só que ele realmente achou que era ele na imagem".

O filme aborda a primeira metade dos 72 anos de vida de John, cobrindo a sua juventude como um prodígio musical, além de sua fama mundial nos anos 1970 e 1980, que levou a um vício quase fatal em drogas.

Furnish, cujo relacionamento com John data de mais de 25 anos, conta que esse não é o Elton que ele conheceu. "Elton é alguém que eu julgo conhecer muito bem, mas, ao mesmo tempo, assistir a este filme é como assistir à vida de alguém completamente diferente", comentou.

"O Elton envolvido em toda aquela loucura não é o cara que eu conheço. Em alguns momentos, ele é monstruoso, e terrivelmente infeliz. Foi difícil para mim. Assistindo às filmagens, às vezes eu só queria ir para casa e abraçar Elton. Eu pensei: 'Deus, ele passou por tanta coisa ruim'", disse ainda.

Furnish também elogiou Egerton por cantar ao vivo para o filme. "A parte mais incrível é que Taron já era ótimo, mas melhorou ainda mais durante as filmagens. No começo, ele soava um pouco como um cantor da Broadway, muito teatral. Astros do rock não cantam assim", brincou.

"Elton disse para ele: 'Cara, você precisa relaxar. Não tente me copiar. Sinta o espírito da música'. Quando chegamos ao fim das filmagens, ele estava muito melhor, tanto que regravamos muitos dos vocais que inicialmente havíamos registrado", completou.