PUBLICIDADE
Topo

Afinal, de quem é a culpa dos problemas de imagem de "Game of Thrones"?

Jon Snow em cena do terceiro episódio da oitava temporada de "Game of Thrones" - Divulgação/HBO
Jon Snow em cena do terceiro episódio da oitava temporada de "Game of Thrones" Imagem: Divulgação/HBO

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

30/04/2019 11h44

Mais do que mortos, feridos ou o ato de coragem de Arya: o maior comentário em torno de "The Long Night", o terceiro episódio da oitava e última temporada de "Game of Thrones", girou em torno das imagens escuras e de má qualidade relatadas por espectadores no Brasil e em outros países, incluindo os Estados Unidos.

Mas, afinal, o que está por trás dos problemas? A resposta, provavelmente, está em uma etapa bem técnica da trajetória feita para levar um episódio para sua casa: a compressão, o processo pelo qual um arquivo tem seu volume reduzido para poder ser transmitido por meio da internet ou da TV por assinatura. Até chegar a você, um episódio de "Game of Thrones" foi comprimido várias vezes, tanto pela HBO quanto pelo seu serviço de TV ou streaming.

Fabian Wagner, diretor de fotografia que trabalhou em "The Long Night" e outros episódios memoráveis de "GoT", como "A Batalha dos Bastardos", levantou a possibilidade de uma falha de compressão em entrevista ao TMZ. "Tentamos dar aos espectadores um episódio legal de se assistir. Eu sei que o episódio não estava muito escuro porque eu o filmei", afirmou.

James Willcox, editor da "Consumer Reports", uma publicação americana especializada em testes de produtos e pesquisas com consumidores, reforçou a hipótese em uma entrevista ao site Motherboard, do grupo Vice. Ele notou que os problemas ocorreram mesmo em aparelhos de TV de ponta, o que indica um problema na transmissão.

"Ou a HBO está errando na codificação da série, ou não há banda larga o suficiente para transmitir os episódios sem perder os detalhes nas imagens mais escuras", disse ele. "Você não nota isso nas cenas mais claras. Eu assisti em uma TV OLED, que é melhor nos tons de preto, mas mesmo assim o problema se manteve. Não é a tecnologia da TV".

Procurada pelo UOL, a HBO Brasil não respondeu aos pedidos de explicação para o ocorrido. Ao Motherboard, um representante da emissora nos EUA, por outro lado, afirmou que "não houve problema em nenhuma das plataformas da HBO".

E agora, o que fazer?

A julgar pelo trailer, o próximo episódio de "Game of Thrones" será bem mais claro. Mas há como você se preparar para minimizar problemas de imagens que eventualmente possam aparecer:

Ajuste as configurações de brilho da TV

Se a sua TV tem um modo "filme" ou "cinema", ele é provavelmente a melhor opção para ajustar a imagem de forma a deixá-la equilibrada, sem clareza ou escuridão excessivas.

Aumente a luz de fundo

Para cenas muito escuras, pode ser uma boa saída aumentar a luz de fundo, que vai ressaltar as imagens mais difíceis de enxergar. Você pode diminuí-la, depois, para cenas com iluminação normal.

Apague as luzes de casa

Se você já não faz isso, fica a dica: apague as luzes que podem refletir de alguma forma na tela da sua TV, prejudicando a imagem.

Além da Muralha #3: Batalha surpreendeu e agora não sabemos o que esperar

UOL Entretenimento

Game of Thrones