Topo

The Cranberries lança álbum "In the End", com vocais póstumos de Dolores O'Riordan

A banda The Cranberries; sentada, à esquerda, Dolores O
A banda The Cranberries; sentada, à esquerda, Dolores O'Riordan Imagem: Reprodução/Facebook

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

26/04/2019 09h36

Mais de um ano depois da morte de Dolores O'Riordan, vocalista do The Cranberries, o álbum póstumo "In the End" está entre nós. O disco, que traz as últimas gravações deixadas por O'Riordan, foi lançado hoje pelos membros remanescentes da banda, Fergal Lawler e os irmãos Noel e Mike Hogan.

"In the End" será o último disco do The Cranberries, uma vez que a banda não pretende continuar sem a colega. Os irlandeses estrearam no mercado fonográfico em 1992, com o disco "Everybody Else Is Doing It, So Why Can't We?", e se despedem com oito álbuns de estúdio e hits como "Linger" e "Zombie" no currículo.

"O álbum celebra o trabalho que Dolores fez e retribui todo o apoio que os fãs deram à banda ao longo dos anos", disse em entrevista ao site NME o baterista Lawler. "É como um pequeno presente que ela deixou para trás".

O grupo começou a trabalhar no álbum em junho de 2017; desta forma, quando O'Riordan morreu, já havia muito material pronto. "Fomos muito sortudos de ter tanto material. Muito do trabalho já estava feito, já que Dolores havia gravado vários vocais e enviado vários e-mails", definiu Hogan.

"Eram para ser apenas demos, mas não eram só isso, porque ela era uma ótima cantora. Algumas semanas depois do velório, eu comecei a conferir as demos que haviam sido enviadas e percebi que, na verdade, elas dariam um ótimo álbum", lembrou ainda.

A banda então visitou a família da cantora para buscar o apoio deles para um novo trabalho. "Era muito importante para nós que a mãe e os irmãos de Dolores estivessem bem com isso", explicou Fergal. "Nós entramos em contato com eles antes de conversar com qualquer outra pessoa".

Mais Rock