Topo

Game of Thrones


O que os dragões comem em "Game of Thrones"? Zoologista responde

Reprodução/YouTube
Daenerys e Jon em trailer da oitava temporada de "Game of Thrones" Imagem: Reprodução/YouTube

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

2019-04-25T04:00:00

25/04/2019 04h00

ATENÇÃO: O texto a seguir contém spoilers de "Game of Thrones". Não leia se não quiser saber o que acontece.

Durante o primeiro episódio da oitava temporada de "Game of Thrones", Sansa (Sophie Turner) e Daenerys (Emilia Clarke) trocaram farpas sobre um assunto inesperado: a dieta dos dragões Rhaegal e Drogon, que a a rainha Targaryen trouxe para Winterfell a fim de ajudar na batalha contra o Rei da Noite.

"O que dragões comem, afinal?", perguntou a Lady de Winterfell, talvez preocupada com o seu estoque de mantimentos (ou de soldados). "O que eles quiserem", rebateu Daenerys. Uma resposta certamente afiada, mas não muito esclarecedora.

Com a Batalha de Winterfell chegando no próximo episódio de "Game of Thrones", talvez o tema da dieta dos dragões seja mais relevante do que o esperado -- afinal, eles precisam estar bem alimentados para enfrentar uma guerra.

Carnívoros convictos

O site Eater, especializado em culinária, falou com uma especialista em zoologia para definir exatamente o que as criaturas comem. A resposta é diferente daquela dada por Danerys, mas também não surpreende: Rhaegal e Drogon são animais exclusivamente carnívoros.

A zoologista Leslie Storer indicou que os dragões só têm os dentes afiados que nós usamos para triturar carnes, e não os molares que usamos para amassar vegetais e grãos. Uma boa notícia para Sansa é que animais exclusivamente carnívoros não costumam comer tanto.

De fato, no clima frio de Winterfell, eles podem passar ainda mais tempo em jejum. É um mecanismo de defesa de alguns carnívoros, cujo metabolismo desacelera quando confrontado com temperaturas baixas, prevenindo-se para uma escassez de caça.

Fogo amigo

Toda notícia boa vem com uma notícia ruim, no entanto. A zoologista Storer diz que não descartaria a possibilidade dos dragões de Daenerys devorarem soldados de seu próprio exército, caso a fome ataque no meio da Batalha de Winterfell.

"Se um dos membros do exército de Daenerys estiver no lugar errado, na hora errada... Talvez não seja uma das pessoas que o dragão conhece. Ele pode ver este ou aquele soldado como um lanchinho", comentou a especialista.

Quer dizer que os soldados que vão defender Winterfell podem se ver, no meio da batalha, presos entre a morte gelada nas mãos dos Caminhantes Brancos e a perspectiva de virar churrasquinho? Não é à toa que estas são "as crônicas de gelo e fogo", afinal.

Mais Game of Thrones