Topo

Música


Rapper Nipsey Hussle, indicado ao Grammy, é assassinado aos 33 anos

O rapper Nipsey Hussle - Reprodução
O rapper Nipsey Hussle Imagem: Reprodução

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

31/03/2019 21h54

O rapper Ernias Davidson Ashedom, mais conhecido pelo nome artístico de Nipsey Hussle, foi assassinado hoje enquanto saía de uma loja em Los Angeles.

O cantor de 33 anos, segundo o Los Angeles Times, chegou a ser levado para um hospital, onde foi declarado morto. Ainda não há suspeitos sobre o caso, declarou a polícia para a NBC.

O TMZ ouviu algumas fontes próximas ao cantor que confirmaram que as autoridades estão tratando o crime como briga entre gangues. Mais duas pessoas ficaram feridas no tiroteio que aconteceu na frente da Marathon Clothing Company, que o próprio rapper abriu em 2017.

Nascido e criado em Los Angeles, Nipsey gravou inúmeras mixtapes quando era mais novo, porém seu primeiro álbum, "Victory Lap", saiu apenas em 2018.

Local onde o rapper Nipsey Hussle foi assassinado - Reprodução/TMZ
Local onde o rapper Nipsey Hussle foi assassinado
Imagem: Reprodução/TMZ

Pelo projeto, ele foi indicado a melhor disco de rap no Grammy Awards 2019 -- perdendo para Cardi B. com "Invasion of Privacy".

Sua primeira gravação aconteceu em 2005, com "Slauson Boy Volume 1", passando para volumes 1 e 2 de "Bullets Ain't Got No Name" três anos depois.

Criando uma reputação no meio do hip hop, nos últimos anos ele fez parcerias com Drake e Snoop Dogg.

O artista já tinha falado em entrevistas que quando adolescente se juntou a gangues.

"Eu cresci nesta cultura", disse ele em entrevista ao LA Times em 2018. "Nós lidamos com mortes, com assassinatos. Era como viver em uma zona de guerra, onde as pessoas morrem nesses blocos e todo mundo é um pouco imune a isso."

"Eu acho que eles chamam de estresse pós-traumático, quando você tem pessoas que estão em guerra há tanto tempo. Eu acho que L.os Angeles sofre disso porque não é normal, mas nós abraçamos isso depois de um tempo", completou.