PUBLICIDADE
Topo

Michael J. Fox diz que fez cirurgia e admite fase ruim na luta contra o Parkinson

O ator Michael J. Fox - Divulgação
O ator Michael J. Fox Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

01/03/2019 13h44

Michael J. Fox admitiu que está passando por uma má fase na sua luta de quase 30 anos contra o Mal de Parkinson, doença degenerativa com a qual foi diagnosticado em 1991. O ator falou ao "The New York Times" sobre os problemas que o levaram a uma cirurgia na coluna.

"Eu estava tendo um problema recorrente com a minha espinha dorsal", confessou. "Os médicos diziam que era benigno, mas que eu poderia perder um pouco da sensação nas pernas se ficasse muito tempo parado. Eu comecei a cair o tempo todo -- estava ficando ridículo".

"Eu estava tentando entender quanto do problema tinha a ver com o Parkinson, e quanto tinha a ver com a minha espinha, mas a coisa chegou em um ponto no qual eu precisei fazer cirurgia. Fiz, e depois fiz muita fisioterapia", continuou.

"Eventualmente, alguém me chamou para atuar em um projeto. Era agosto do ano passado, e eu aceitei. Acordei no dia que ia voltar ao trabalho, fui até a cozinha tomar café da manhã, pisei em falso e caí. Fraturei o braço para valer, coloquei uma placa e 19 pinos", completou.

Otimismo demais?

O ator admitiu ainda que talvez tenha sido, no passado, otimista demais em relação a sua doença. "Eu tinha expectativas muito altas, e consegui fazer muita coisa por isso. Também tive que aguentar as consequências, e acho que não me abri tanto sobre isso com o público", disse.

Agora, Fox está trabalhando em um novo livro, no qual aborda o assunto do equilíbrio entre otimismo e realismo. "Foi muito sombrio para mim, chegar a um ponto em que me perguntei: 'Será que eu vendi falsa esperança para o meu público?'", comentou.

"Eu fiz as pazes com a minha doença, mas presumi que os outros teriam a mesma relação com ela. Eles não têm. Quando comecei a lidar com os efeitos da cirurgia na coluna, percebi: 'Uau, isso aqui pode ser muito pior do que eu imaginava'", disse ainda.

Fox não desiste da possibilidade de uma cura, no entanto, e sua fundação trabalha incansavelmente neste sentido. "Há um novo remédio que foi aprovado recentemente ", revelou. "Ele ajuda principalmente quando o Parkinson te faz 'congelar', te deixa sem a capacidade de se mexer".

Trabalho com o governo

Por fim, o ator comentou sobre a relação entre a sua fundação e o governo norte-americano, agora comandado por Donald Trump. "Nós temos um relacionamento que funciona, na maior parte do tempo", revelou.

"No entanto, uma coisa que realmente me deixou bravo foi quando ele tirou sarro daquele repórter. Aquilo foi uma facada no estômago", lembrou. Fox se refere ao incidente, em evento de campanha de 2015, em que Trump fez piada com um jornalista deficiente do "The New York Times".

"Não foi uma facada no estômago só para mim, mas para as pessoas que eu conheço e com quem trabalho. Nós tentamos o tempo todo superar a aversão que as pessoas sentem de alguém que se move diferente delas", esclareceu Fox.

"Quando ouvi a notícia, pensei: 'Será que digo algo em resposta?'. Mas depois reconsiderei: 'As pessoas já sabem que Trump é um m**da'", completou.

Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior do artigo continha as frases "eu poderia perder um pouco do sentimento nas pernas", "fraturei muito o braço" e "a fundação que ele começou". Alguns termos foram corrigidos.