PUBLICIDADE
Topo

Selma Blair fala sobre diagnóstico de esclerose: "Chorei, mas de alívio"

Selma Blair na festa pós-Oscar da Vanity Fair - AFP
Selma Blair na festa pós-Oscar da Vanity Fair Imagem: AFP

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

26/02/2019 10h56

Selma Blair deu sua primeira entrevista após ser diagnosticada com esclerose múltipla. A atriz, que revelou seu diagnóstico em outubro, apareceu no programa "Good Morning America" com a apresentadora Robin Roberts, e explicou porque resolveu voltar aos holofotes.

"Eu estou me sentindo bem no momento", disse. "Eu estou feliz por ver você e falar sobre isso. Feliz por poder mostrar para o público como uma crise agressiva de esclerose múltipla pode ser".

"A minha voz, você pode notar, está diferente. Estou passando pela disfonia espasmódica neste momento", contou, citando o nome que os médicos dão à contração involuntária de músculos da laringe, que dificulta a fala.

Blair ainda contou que, quando recebeu o diagnóstico pela primeira vez, chorou -- mas, principalmente, de alívio. "Eu tive lágrimas. Não foram lágrimas de pânico, mas sim por saber que eu teria que me render a um corpo do qual eu não teria muito controle", comentou.

"Também foram lágrimas de alívio, no entanto", acrescentou. "Eu estava vivendo os sintomas há muito tempo, e não sabia. Eu levava meu filho para a escola, e tinha que parar no caminho de volta para casa e tirar uma soneca no carro. Eu estava fazendo o melhor de mim e sendo uma ótima mãe, mas estava exausta".

Blair entrou em contato com outro ator que tem vivido com uma doença degenerativa por décadas: Michael J. Fox, diagnosticado com a doença de Parkinson ainda nos anos 1990.

"Eu entrei em contato com ele, dizendo: 'Eu não sei com quem falar sobre isso. Eu estou derrubando as coisas, meu corpo não responde direito'. Ele realmente me dá muita esperança. Além disso, agora eu tenho o e-mail do Michael J. Fox, eu sou cool!", brincou.

A atriz ainda contou que seu médico a incentivou a marcar uma entrevista para mostrar ao mundo os sintomas da esclerose: "Eu estava com dúvidas sobre fazer isso, mas ele me disse: 'Faça, por favor'. Nenhum paciente tem a energia para dar uma entrevista no meio de uma crise, mas eu tenho, porque amo uma câmera".

Por fim, Blair contou que os seus prognósticos para o futuro são otimistas. "O médico me disse que, dentro do próximo ano, eu posso recuperar boa parte da minha coordenação motora. Espero poder falar com você de novo em 2020", completou.

A atriz é conhecida por papéis em filmes como "Segundas Intenções" (1999), "Tudo Para Ficar Com Ele" (2002) e "Hellboy" (2004). Mais recentemente, apareceu em capítulos de "Perdidos no Espaço" e "Heathers".