PUBLICIDADE
Topo

"X-Men: Fênix Negra": Diretor confirma morte indicada em trailer e explica decisão

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

28/02/2019 08h58

ATENÇÃO: Este texto contém spoilers sobre o filme "X-Men: Fênix Negra". Não continue com a leitura se não quiser saber detalhes da história

"X-Men: Fênix Negra" tem a intenção de ser "como nenhum outro filme da saga". É assim que define o diretor Simon Kinberg, que comanda a empreitada. E o segundo trailer do longa mostra exatamente isso, indicando uma morte que foi confirmada por Kinberg.

Em entrevista ao site da "Entertainment Weekly", ele confirmou que Mística, vivida por Jennifer Lawrence será morta, fato que deve ocorrer ainda no início do filme. 

"O duro processo de criação disso foi primeiramente mostrar que esse filme não é como qualquer outro dos X-Men. É um filme em que coisas chocantes acontecem, em que coisas intensas e dramáticas acontecem. As pessoas não caem de prédios, sacodem a poeira e tudo bem. Há uma realidade e uma consequência nesse filme. Mais que isso, ele mostra que Jean é uma ameaça genuína para todo mundo, incluindo os X-Men", afirmou ele, à "EW".

Mística - Reprodução/Youtube - Reprodução/Youtube
Mística em cena com Jean Grey
Imagem: Reprodução/Youtube

O diretor disse que sentiu um misto de emoções na criação do roteiro. Jennifer Lawrence é uma amiga e ele também temeu decepcionar seus fãs. "Mas senti que era a opção mais forte e dramática ara o filme. Às vezes você tem de tomar esse tipo de decisões duras para servir a uma história maior. E a história maior é Jean perdendo o controle, porque ela é mais forte que tudo no mundo. Para dramatizar isso, você precisa mostrar uma perda real, dor real. Tinha de ser pessoal, tinha de mostrar uma fratura nos X-Men. Mística era parte do universo dos X-Men e do mundo de Magneto. Sua morte impacta literalmente a todos."

Mais mortes e a vilã

Questionado se há mais mortes no filme, Kinberg foi mais misterioso e disse apenas que haverá outras grandes "vítimas" no filme. 

O diretor também explicou um pouco da vilã vivida por Jessica Chastain, que aparece manipulando Jean no trailer. "Sua personagem é uma alienígena, vem de outro planeta. A personagem de Chastain vem buscando essa força cósmica que atinge Jean e isso a leva ao planeta Terra. É um a força que ela quer ou controlar ou desistir."

A própria Chastain foi um pouco mais direta ao falar sobre sua personagem em aparição no "The Tonight Show", programa apresentado por Jimmy Fallon. "Eu dou uma surra em muitos X-Men neste filme. Talvez eu mate alguns", brincou.

Além de lidar com essa vilã, Jean terá de lidar com parte dos X-Men querendo salvá-la de seus próprios poderes e outros querendo matá-la. A morte de Mística criará inimizades entre amigos e juntará inimigos, incluindo Magneto. A turma que quer ajudá-la é liderada por Scott e Charles. 

É o fim?

Para encerrar a entrevista, Kinberg foi questionado se este é o último filme dos X-Men antes da fusão entre Disney e Fox.

"Eu realmente não sei. Não tivemos conversas formais com a Disney. Conheço Kevin Feige muito bem. Mas não tivemos conversas oficiais, pelo fato de a fusão não ser oficial. O interessante é que comecei esse filme muito antes disso e tive uma visão de fazer esse filme como se fosse uma história final. Não que não possa haver mais filmes, mas quis dar um ar de completude. É o clímax da franquia", concluiu o diretor.

"X-Men: Fênix Negra" estreia nos cinemas brasileiros em 6 de junho.