PUBLICIDADE
Topo

Crítica: "Lua de Cristal" do século 21, "Cinderela Pop" coroa Maisa como "nova Xuxa"

Maisa Silva em "Cinderela Pop" e Xuxa Meneghel em "Lua de Cristal" - Montagem/UOL/Divulgação/Reprodução/Instagram
Maisa Silva em "Cinderela Pop" e Xuxa Meneghel em "Lua de Cristal" Imagem: Montagem/UOL/Divulgação/Reprodução/Instagram

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

28/02/2019 04h00

Nenhuma artista fala tão bem para o público infantojuvenil como Maisa. Autêntica, inteligente e talentosa, a menina prodígio de Silvio Santos reina na TV e nas redes sociais há mais de uma década. Prestes a estrear um programa no SBT, ela também começa a ocupar o cinema. "Cinderela Pop", lançado hoje, é a "Lua de Cristal" que faltava para coroar Maisa como a nova "rainha dos baixinhos".

É pretensioso demais destronar Xuxa Meneghel e colocar Maisa no lugar? Não. Estamos comparando duas gerações diferentes. A loira global viveu seu auge com os "baixinhos" nos anos 80 e 90 (década em que também falou com adolescentes). As crianças mudaram, e a forma de chegar até elas também. Maisa, adolescente mais seguida no mundo no Instagram, sabe se comunicar com este público como ninguém.

Xuxa tornou-se "rainha dos baixinhos" em uma época em que o público mirim se dividia entre Angélica, Mara Maravilha e, mais adiante, Eliana. A concorrência de Maisa vai além do controle remoto. No smartphone, ela "disputa" espaço com colegas do SBT, como Larissa Manoela, e youtubers como os irmãos Felipe e Luccas Neto. Maisinha, que construiu seu público na TV, nada de braçada na internet.

Maisa e Filipe Bragança em "Cinderela Pop"; Sérgio Mallandro e Xuxa em "Lua de Cristal" - Montagem/UOL/Divulgação/Reprodução - Montagem/UOL/Divulgação/Reprodução
Maisa e Filipe Bragança em "Cinderela Pop"; Sérgio Mallandro e Xuxa em "Lua de Cristal"
Imagem: Montagem/UOL/Divulgação/Reprodução

"Cinderela Pop" e "Lua de Cristal"

E "Cinderela Pop"? Também não é pretensioso (muito menos ofensivo) comparar o filme de Maisa a "Lua de Cristal", um dos maiores clássicos do cinema trash brasileiro e líder de bilheteria na década de 1990. Ambos bebem da mesma fonte e atualizam contos de fadas com elementos semelhantes.

Comecemos por Maisa (a partir daqui, o texto contém spoilers do filme). No longa-metragem dirigido por Bruno Garotti (de "Tudo Por Um Popstar", também com Maisa), a atriz interpreta Cintia Dorella, adolescente que sonha ser DJ. Em "Lua de Cristal", Maria da Graça (Xuxa) também ama música e deixa o interior para realizar o desejo de ser cantora.

Cintia Dorella (Maisa Silva) e a madrasta, Patricia (Fernanda Paes Leme), em "Cinderela Pop" - Divulgação - Divulgação
Cintia Dorella e a madrasta, Patricia, em "Cinderela Pop"
Imagem: Divulgação
Na festa da família, Cintia vê o pai, César (Marcelo Valle), traindo a mãe, Ana (Miriam Freeland), com a amante, Patricia (Fernanda Paes Leme). A partir desse "climão", a adolescente passa a desacreditar no amor. Durante a celebração, porém, ela esbarra em Fredy Prince (Filipe Bragança), que voltaria a ver no futuro. Coincidências à parte, foi com um esbarrão que Maria da Graça conheceu o entregador de pizzas Bob (Sérgio Mallandro).

Na cidade grande, a personagem de Xuxa passa a viver com a tia Zuleika (Marilu Bueno), mas o problema maior é com a prima, Lidinha (Júlia Lemmertz), que comete injustiças só para prejudicar Maria. A "Lidinha" de "Cinderela Pop" é Patricia, mulher de César e madrasta má (como manda o clichê) de Cintia (ela chega a se bater para fingir que foi agredida e manipula as notas do boletim da enteada).

Cintia Dorella (Maisa Silva) aprende a ser DJ com Rafa (Sergio Malheiros), namorado de Helena (Elisa Pinheiro), em "Cinderela Pop" - Divulgação - Divulgação
Cintia Dorella aprende a ser DJ com Rafa, namorado de Helena, em "Cinderela Pop"
Imagem: Divulgação

Empoderamento

Os "anjos da guarda" das protagonistas também se parecem. Tanto em "Cinderela Pop" quanto em "Lua de Cristal", elas são ajudadas por amigas empoderadas. Cintia tem a tia Helena (Elisa Pinheiro), assumidamente feminista e antirromântica. Ela dá conselhos à sobrinha, e o namorado dela, Rafa (Sergio Malheiros), ensina a personagem de Maisa a discotecar. Maria da Graça tem Duda (Duda Little), menina de oito anos que anda de skate e adora aprontar com Zuleika e Lidinha.

Fredy Prince (Filipe Bragança) e Belinha (Giovanna Grigio) em "Cinderela Pop" - Divulgação - Divulgação
Fredy Prince grava vídeo com a youtuber Belinha em "Cinderela Pop"
Imagem: Divulgação
"Cinderela Pop" desconstrói a busca da "princesa" pelo "príncipe encantado". É Fredy Prince que se apaixona e publica no YouTube um vídeo procurando a DJ Cinderela (nome artístico de Cintia Dorella). Um tênis All Star substitui o sapatinho de cristal do conto de fadas. E a youtuber Belinha (Giovanna Grigio) tenta abrir os olhos de meninas que se apaixonam por "boys lixo".

Em "Lua de Cristal" e "Cinderela Pop", Maria da Graça e Cintia Dorella sonham com uma carreira profissional, são prejudicadas por vilãs, se empoderam com a ajuda de outras mulheres e, após muitos perrengues, realizam seus desejos. Como canta Xuxa, "o sonho sempre vem pra quem sonhar".