PUBLICIDADE
Topo

Polícia acredita que ataque homofóbico a ator de "Empire" foi encenado, diz jornal

Jussie Smollett - Reprodução/Billboard
Jussie Smollett Imagem: Reprodução/Billboard

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

14/02/2019 22h33

A polícia de Chicago concluiu que o ataque homofóbico sofrido pelo ator Jussie Smollett (da série "Empire") foi encenado, noticiaram dois jornais locais.

Segundo o jornalista Rod Elgas, da ABC 7, "múltiplas fontes" disseram que Smollett e os dois acusados forjaram o incidente porque o personagem do ator pode ter sido retirado da série.

Já Brad Edwards, do CBS Chicago, informou que os investigadores acreditam que "duas testemunhas são conspiradores em um potencial ataque encenado".

De acordo com as reportagens, Smollett teria encenado o ataque depois de descobrir que deixaria a série. A 20th Century Fox Television e a Fox Entertainment reiteraram que o astro não saiu de "Empire". A polícia não confirma as informações publicadas pelos jornais de Chicago.

Recentemente, o ator fez a primeira aparição pública desde que foi supostamente agredido. Em um discurso poderoso, brincou referindo-se a si mesmo como o "Tupac gay".

"Ainda não estou totalmente recuperado, mas vou me recuperar e me manter firme com vocês", disse ele. "Eu tinha que estar aqui hoje. Não podia deixar aqueles filhos da p*** vencerem. Eu sempre vou lutar pelo amor, e espero que vocês lutem comigo".

A agressão

Jussie Smollett foi agredido em 29 de janeiro na cidade de Chicago, por homens que utilizaram insultos homofóbicos e racistas. Além de interpretar um personagem LGBTQ+ na série "Empire", que atualmente exibe sua quinta temporada, Smollett se assumiu gay publicamente em 2015, em entrevista a Ellen DeGeneres.

O ator acabou tendo as costelas fraturadas no ataque. Os agressores ainda teriam jogado alvejante em cima dele e colocado uma corda ao redor do seu pescoço antes de deixarem o local. Smollett foi hospitalizado, e a polícia de Chicago abriu uma investigação para apurar o caso.