Topo

Oscar


Del Toro e Cuarón criticam Oscar por plano de entregar prêmios nos comerciais

Alfonso Cuaron posa com Globo de Ouro - Mark Ralston/AFP
Alfonso Cuaron posa com Globo de Ouro Imagem: Mark Ralston/AFP

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

12/02/2019 14h50

Os cineastas Guillermo Del Toro e Alfonso Cuarón, dois vencedores do Oscar, criticaram a decisão recentemente divulgada da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de entregar quatro das premiações deste ano durante os comerciais da cerimônia televisionada.

Del Toro, que venceu as estatuetas de melhor filme e melhor direção por "A Forma da Água", criticou especialmente a escolha das categorias de melhor fotografia e melhor edição como duas das que serão entregues durante os comerciais. O Oscar acontece no próximo dia 24 de fevereiro.

"Se me permitem: Eu não presumiria sugerir quais categorias cortar durante a transmissão do Oscar, mas fotografia e edição estão no próprio coração da nossa arte. Elas não são herdadas da tradição teatral ou literária: são o cinema em si", escreveu.

Já Cuarón, amigo de longa data de Del Toro e detentor de um Oscar de melhor direção por "Gravidade", concorre novamente este ano, em múltiplas categorias, por seu drama "Roma", lançado na Netflix.

"Na história do cinema, tivemos obras-primas sem som, sem cor, sem história, sem atores e sem música. Não há nenhum filme na história do cinema sem fotografia nem edição", apontou o cineasta.