PUBLICIDADE
Topo

Quem é Nilson Izaias, o "vovô youtuber" que virou fenômeno no Brasil

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

05/02/2019 11h26

O vídeo do seu Nilson Izaias viralizou no último fim de semana quando ele finalmente conseguiu fazer slime, aquela gosma pegajosa que é febre entre a molecada -- principalmente no YouTube. Seu canal já estava na casa dos 300 mil inscritos, mas deu um salto, que ele julga "exagerado", nos últimos dias. Agora, o Papinho tem 1,6 milhão de seguidores na plataforma de vídeos e fez um vídeo de agradecimento para seus "amiguinhos".

No vídeo, seu Nilson fala um pouco sobre sua vida antes da fama no YouTube e até manda um abraço para Felipe Neto. "Eu não te conhecia. Fiquei conhecendo agora. Gostei muito do seu canal. Um abração meu, tá? Estamos crescendo junto", disse para o youtuber, dono de um dos maiores canais no mundo, hoje com 30 milhões de inscritos.

Nilson Izaias, o Papinho, hoje com 1,6 milhão de inscritos no YouTube - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Com seu caderninho de anotações em mão, Nilson Izaias aproveitou para falar um pouco de si. "Eu criei esse canal aqui porque me aposentei e vim morar no sítio. Estava me sentindo muito sozinho. Criei o canal para poder ter amigos, falar um pouco, trocar ideias, compartilhar e interagir", disse ele. "E deu certo viu? Olha o tanto de amigos que já tenho".

O Papinho ainda disse que está hoje com 71 anos, completará 72 em 3 de abril, e que seu último trabalho foi em uma escola pública. Onde serviu durante 28 anos "fazendo de tudo" e também atuou como porteiro até se aposentar. "Me chamavam de Firmino por causa de uma novela do SBT chamada Carrossel".

"Prestei concurso, passei e fui chamado pra trabalhar. Me aposentei com 65 anos. Trabalhei no meio de crianças, jovens e adolescentes. Eram cerca de 600 alunos de manhã e 600 à tarde. Era aquela alegria e barulho todo o dia. Eu já tinha acostumado com aquilo", continuou.

"Aí me senti só. Depois que saí de lá eu vim embora. Não quis ficar mais em São Paulo e vim morar em um lugar mais sossegado. Aí criei o canal".

Antes de despedir, Nilson agradeceu ainda seus inscritos e por diversas vezes se emocionou ao citar alguns comentários que o chamam de "fofo" e que queriam que "ele fosse seu avô". Neste novo registro, o Papinho foi parar na posição #2 do Em Alta, seção do YouTube que mostra os vídeos mais acessados do momento. Para quem acha que o senhorzinho está faturando alto com a viralização, ele confirma que não. "Eu não consigo monetizar meu vídeo porque não sei mexer com internet. Sei um pouquinho. Vou ver se alguém faz isso pra mim. Tchau"